UFMG descarta volta presencial em janeiro após portaria do MEC

ufmg reitoria fachada
Reitora da UFMG assina comunicado a respeito do assunto (Amanda Dias/BHAZ)

Após o MEC (Ministério da Educação) determinar a volta às aulas presenciais em janeiro de 2021, a UFMG já descarta a retomada e diz que só voltará com as atividades quando a pandemia estiver sob controle. Em carta encaminhada à comunidade estudantil, a reitora Sandra Regina Goulart Almeida afirmou que a portaria “não se aplica à UFMG”. Nas redes sociais, estudantes reprovam o retorno antes de uma vacina.

O Diário Oficial da União publica, nesta quarta-feira (2), portaria do Ministério da Educação (MEC) determinando que instituições federais de ensino superior voltem às aulas presenciais, a partir de 4 de janeiro de 2021. Para isso, as instituições devem adotar um “protocolo de biossegurança”, definido na Portaria MEC nº 572, de 1º de julho de 2020, contra a propagação do novo coronavírus (Covid-19).

Na carta que já circula pela comunidade acadêmica (leia abaixo na íntegra), a reitora pede que para que estudantes e professores se acalmem com a notícia do MEC. “A Portaria 1030 do MEC de 1/12 não se aplica à UFMG. Tanto com relação a Belo Horizonte quanto a Montes Claros estamos respaldos por determinações locais, conforme Art. 3o da referida Portaria, que proíbem o retorno de aulas presenciais”.

Sandra Regina Goulart continua e diz que as aulas remotas serão mantidas “enquanto a pandemia ainda não estiver sob controle”. A reitora ainda diz que a UFMG já está se “mobilizando no sentido de modificar ou reverter esta portaria que em sua essência contraria parecer do CNE (Conselho Nacional de Educação) e os protocolos de biossegurança emitidos por autoridades sanitárias”. “Enviaremos em breve nota à comunidade com esses esclarecimentos”, afirma.

Nas redes sociais, a reação à decisão do MEC foi de desaprovação dos estudantes. Nas postagens, a comunidade se mostrou contra a volta às aulas antes de uma vacina. “É um absurdo sem tamanho, que desgoverno!”; “Acho que é importante ter cautela, não é prudente voltar às aulas sem uma vacina, sem um mínimo de controle” foram alguns dos comentários. Veja mais repercussão:

Carta da reitora da UFMG

“Caros/as, bom dia! Espero que estejam todos bem. Mais uma vez peço que nos ajudem a acalmar a nossa comunidade. A Portaria 1030 do MEC de 1/12 não se aplica à UFMG. Tanto com relação a Belo Horizonte quanto a Montes Claros estamos respaldos por determinações locais, conforme Art. 3o da referida Portaria, que proíbem o retorno de aulas presenciais.

Continuaremos com muita serenidade, a seguir o que foi deliberado pelas instâncias colegiadas da UFMG, mantendo as aulas remotas enquanto a pandemia ainda não estiver sob controle e, assim, preservando vidas e o bem estar da nossa comunidade e da nossa sociedade.

Ao mesmo tempo já estamos nos mobilizando no sentido de modificar ou reverter esta portaria que em sua essência contraria parecer do CNE e os protocolos de biossegurança emitidos por autoridades sanitárias. Enviaremos em breve nota à comunidade com esses esclarecimentos. Qualquer dúvida, estou à disposição.

Um abraço, Sandra”

Edição: Thiago Ricci
Vitor Fernandes
Vitor Fernandesvitor.fernandes@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva do Portal UOL. Com reportagens vencedoras nos prêmios CDL (2018 e 2019) e Sindibel (2019).

Comentários