Pfizer: Primeira mulher é vacinada e web se enche de esperança

Margaret Keenan primeira vacinada pfizer mundo
Margaret Keenan foi a primeira vacinada pela Pfizer contra Covid (Alex Gakos/Shutterstock)

Margaret Keenan, uma britânica de 90 anos, é a primeira pessoa a tomar a vacina contra coronavírus da Pfizer, em todo o mundo. A idosa recebeu a imunização em um hospital em Coventry, no centro da Inglaterra, na manhã de hoje (8). Margaret foi imunizada uma semana antes de completar 91 anos.

O Reino Unido começou a aplicar a vacina contra a Covid-19 na manhã de hoje, sendo o primeiro país do ocidente a vacinar a população. “Sinto-me muito privilegiada por ser a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19”, disse Keenan à CNN.

“É o melhor presente de aniversário antecipado que eu poderia desejar porque significa que posso finalmente esperar passar um tempo com minha família e amigos no Ano Novo, depois de estar sozinha na maior parte do ano”, completou.

De acordo com a BBC, a segunda pessoa que foi vacinada no mesmo hospital foi um senhor de 81 anos chamado William Shakespeare. Segundo a reportagem, o homem ficou “satisfeito” por receber a injeção e declarou que a equipe do hospital foi “maravilhosa”.

Esperança

Com a notícia, os internautas logo manifestaram alegria com o avanço na ciência. Muitos demonstraram esperança para o futuro, como comentou o youtuber Felipe Neto: “Nós vamos superar tudo isso”. Já a deputada Sâmia Bomfim reforçou que está na torcida para que essas cenas se espalhem pelo mundo.

Minas Gerais

Já em Minas, o governador Romeu Zema afirmou que “qualquer definição sobre a vacinação funcionará em consonância com o Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Governo Federal, e o Plano de Imunização contra a covid-19, elaborado pela Secretaria de Saúde”. No comunicado (leia mais aqui), ele também completou dizendo que Minas já adquiriu 50 milhões de seringas e 700 refrigeradores.

O anúncio do mandatário mineiro ocorreu no mesmo dia em que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), prometeu que vai começar o processo de vacinação no dia 25 de janeiro. “Todo e qualquer brasileiro que estiver em solo do estado e pedir a vacina, vai receber gratuitamente”, se comprometeu.

Reino Unido

A desenvolvedora Pfizer afirmou ter conseguido 94,5% de eficácia na vacina. Apesar de já ter sido aprovada na fase três, quando o material já é testado em humanos, os dados ainda não foram publicados em revista científica, o que é praxe. O primeiro ministro britânico, Boris Johnson, também foi ao Twitter comentar a aprovação da vacina por parte do Ministério da saúde. “É a proteção das vacinas que nos permitirá, em última análise, recuperar nossas vidas e fazer a economia andar novamente”, disse.

A Pfizer também está sendo testada no Brasil. Porém, na última terça-feira (2), o governo brasileiro disse que a vacina em questão pode ser excluída da lista de compras do Brasil por causa da temperatura na qual precisa ser conservada.

O secretário de vigilância em saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, afirmou que, para o país adquirir uma vacina da Pfizer, as temperaturas de armazenamento do imunizante têm de ser, “fundamentalmente”, de 2 a 8°C. Para, assim, serem compatíveis com a capacidade da rede de frios instalada nas salas de vacinação brasileiras.

Tendo em vista a tecnologia com a qual foi desenvolvida, a vacina Pfizer precisa ser guardada a -70°C para manter suas propriedades ativas.

Edição: Thiago Ricci
Jordânia Andrade
Jordânia Andradejordania.andrade@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde outubro de 2020. Jornalista formada no UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) com passagens pelos veículos Sou BH, Alvorada FM e rádio Itatiaia. Atua em projetos com foco em política, diversidade e jornalismo comunitário.

Comentários