Gari de BH faz apelo após ter moto furtada enquanto estava em hospital

gari faz apelo ao ter moto furtada
Flávio da Silva teve moto furtada ao lado do Parque Municipal (Reprodução/@flavao_sdl/Instagram)

Circula por meio das redes sociais, desde a tarde de ontem (9), um pedido de ajuda de um gari que teve a moto furtada. Morador de BH, Flávio da Silva Oliveira, 35, teve a moto que usava para trabalhar levada enquanto recebia atendimento médico no Hospital Semper. Ele foi ao local depois de sofrer uma queda. Agora, machucado e sem o meio de transporte, o coletor recorreu à internet para tentar reavê-lo. A moto foi vista pela última vez ao lado do Parque Municipal, na Alameda Ezequiel Dias.

‘Uma força’

Segundo conta Flávio, a moto foi levada por volta das 14h. Ele a deixou perto de outros veículos e foi para a consulta. Ao retornar, o susto. “Você que estiver assistindo esse vídeo aí e quiser me dar uma força para encontrar o meu veículo, eu moro no Jardim América”, diz o trabalhador em um trecho das imagens.

Flávio conta que a moto é o veículo de trabalho dele e que ela o ajudou bastante. “Quando eu não tinha moto eu pegava dois ônibus para ir trabalhar, a moto facilitou a minha vida”. Com a voz embargada, ele relata: “Eu caí hoje, machuquei no trabalho, tive que vir aqui no hospital, aí na hora que eu saí a minha moto não se encontra aqui, roubaram a minha moto”.

‘Ainda estou pagando’

Ao BHAZ, o gari explicou hoje que caiu enquanto corria para jogar sacolas de lixo no caminhão. Ele tropeçou e bateu em uma calçada, fraturando a clavícula esquerda. “Cai na quina do passeio quando eu levava o lixo para arremessar no caminhão. Me desequilibrei e bati as costas”, relata. “Estou recebendo todo o apoio do trabalho, mas a situação da moto me preocupa”.

Casado e pai de duas filhas, Flávio ainda diz que a esposa começou a trabalhar recentemente fazendo bicos e que a moto ainda não está paga. “Paguei apenas cinco parcelas, estou pagando a moto ainda. Não tem seguro, estou muito triste. Tranquei a moto com o capacete, tinha ainda o antifurto, e não adiantou”, explica. Para o gari, quem levou o veículo deve ter experiência em furtos.

Feliz em partes

“Estou feliz em partes, quanto mais o pessoal divulga os vídeos mais próximo eu acredito que estou de localizá-la. Desejo que uma pessoa próxima, ou até mesmo quem levou, se comova. Espero alcançar o máximo de pessoas possível, mas principalmente quem praticou o furto. Ou que uma pessoa de bem, alguém ao redor, que saiba de algo, denuncie”, diz esperançoso.

Tentativas de golpe

Apesar do apoio que tem recebido, principalmente nas redes sociais, Flávio ainda precisa lidar com tentativas de golpe. “Além de estar sofrendo com o furto da moto, com as dores, ainda tem pessoas ligando, tentando passar a perna. Alguns dizem que encontraram e pedem dinheiro em troca. Tem gente tentando se aproveitar da situação”, lamenta o coletor.

Detalhes da moto e como ajudar

A moto furtada é do modelo Fun 160, cor vermelha, cuja placa é QQH-5320. Além de compartilhar o vídeo de Flávio, quem quiser ajudar também pode repassar informações ao gari por meio do telefone (31) 99399-4028.

Edição: Roberth Costa
Andreza Miranda
Andreza Mirandaandreza.miranda@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Roberth Costa
Roberth Costaroberth.costa@bhaz.com.br

Editor do BHAZ desde junho de 2018 e repórter desde 2014. Participou do processo de criação do portal em 2012. É formado em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Promove. Participou de reportagens premiadas pela CDL/BH em 2018 e 2019, além figurar entre os finalistas do prêmio Sindibel, também em 2019.

Comentários