Jovem volta para casa após dois dias desaparecida: ‘Estava aflita’

gabriella jovem
Jovem disse que estava em Mariana (Reprodução/@gabii_cezarr/Instagram)

Chegou ao fim o drama vivido pela família de Gabriella Cesar de Oliveira. A jovem de 24 anos, que estava desaparecida desde o sábado (26), retornou para a casa na noite de ontem (28), em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. A garota está bem e disse, ao BHAZ, que estava em Mariana, na região Central de Minas, e acabou ficando sem sinal de celular, o que impediu a comunicação com os familiares.

“Graças a Deus ela apareceu. Chegou bem aqui em casa e não aconteceu nada demais”, comemora Luciana Cesar de Oliveira, mãe da jovem. Gabriella desmentiu os boatos de que estaria em um baile funk, conforme divulgado após o desaparecimento. “As pessoas acharam que eu estava em festa, mas não foi isso que aconteceu. Fui para uma roça, em Mariana, e o carro acabou estragando na volta”.

Além do veículo danificado, a jovem conta que ficou sem sinal de telefone para comunicar o paradeiro à família. “Estava aflita para vir embora e chegar em casa, ainda mais que não consegui falar com minha mãe. Tenho uma filha e não sou de sair sem comunicar. Cheguei a mandar mensagem para minha mãe falando que estava indo para um aniversário, só que não chegou”, explica.

Reencontro

Ao longo desta terça-feira (29), Gabriella vai reencontrar a filha, de 4 anos, que ficou perguntando por ela durante o sumiço dela. “Vou buscá-la na casa do pai ainda hoje. Acabou que a gente não se viu ainda”.

O defeito no carro fez com que a chegada de Gabriella demorasse um pouco mais. “Iríamos chegar no domingo, só que acabamos conseguindo só ontem de noite”. A jovem agradece a todos que se preocuparam e finaliza destacando que não é de sair sem comunicar a família. “Sempre aviso quando vou para algum lugar. O mundo de hoje é tão ruim que as pessoas sempre pensam o pior”.

Edição: Thiago Ricci
Vitor Fórneas
Vitor Fórneas[email protected]

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários