Vereador de BH pede namorada em casamento durante posse: ‘Te amo’

rubão vereador
Vereador Rubão com a, agora, noiva (Reprodução/@rubaobhmg/Instagram)

A cerimônia de posse na Câmara Municipal, nesta sexta (1º), foi movimentada: o prefeito Alexandre Kalil fez discurso sobre pluralidade, houve transfobia e erro em juramento. E teve até um momento mais leve, fora do script. O vereador de Belo Horizonte Rubão (PP) aproveitou logo o primeiro dia de 2021 e pediu a namorada em casamento. O pedido aconteceu durante a sessão que definiu a nova Mesa Diretora da Casa.

“Queria que minha namorada ficasse em pé, pois queria pedi-la em casamento”, disse o parlamentar. O pedido surpreendeu a todos que acompanhavam a sessão, desde os demais vereadores como a própria moça. “Meu amor, eu te amo. Ela está grávida de quatro meses e meio. Estou te fazendo este pedido. Casa comigo”.

Antes de ouvir a resposta, Rubão aproveitou para desejar um feliz Ano Novo. “Este é um ano para refletirmos. Muito obrigado a todos. Estou muito feliz de estar aqui com vocês”. Na sequência a presidente da Câmara, Nely Aquino (Pode), perguntou para a companheira do parlamentar: “A gente está aguardando o sim. É sim, Rayane?”.

Das galerias do plenário ela aceitou o pedido de Rubão para se casar com ele. “Yes”, comemorou o parlamentar.

‘Cidade de todos’

Em seu discurso, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), disse que a capital mineira é uma “cidade plural e de todos”. O mandatário e o agora vice-prefeito, Fuad Noman, participaram de forma remota devido à pandemia do novo coronavírus. Além dos representantes do Executivo, os 41 vereadores e vereadoras também foram empossados.

No início do discurso, o prefeito reeleito agradeceu e parabenizou a Casa Legislativa pelo trabalho desempenhado. “Quero dizer que durante quatro anos que nada ou qualquer coisa que não deu certo no Executivo de Belo Horizonte em nenhum momento foi culpa desta Casa. Esta Casa é muito importante e respeitada pelo Executivo”, afirmou.

Na sequência disse: “Esta cidade é plural e de todos. De LGBTs, de cristãos, de evangélicos, de negros, de imigrantes e assim continuará sendo neste segundo mandato. Eu tenho muito pouco a falar. Deus nos abençoe. Estamos no mesmo barco, na mesma canoa… O sucesso de vocês é o sucesso do Executivo, e o fracasso de vocês é o fracasso do Executivo”.

Kalil pediu, várias vezes, a proteção divina para o mandato dele e das vereadoras e vereadores. “Deus abençoe a todos e coloque a mão sobre esta Casa. Agradeço quem apoiou e foi oposição. A pluralidade é muito importante”.

Edição: Thiago Ricci
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários