Vereadores do Novo abrem mão de veículos e ajudas de custo em BH

vereadores novo bh
Parlamentares abriram mão dos privilégios (William Delfino/CMBH)

Os vereadores de Belo Horizonte da bancada do Novo abriram mão de ajudas de custo e de veículos alugados durante o mandato que começou nessa sexta-feira (1º). A medida visa, segundo os próprios, respeitar o dinheiro público. O partido do governador de Minas Gerais, Romeu Zema, tem três parlamentares na Casa Legislativa: Braulio Lara, Fernanda Altoé e Marcela Trópia.

A renúncia dos benefícios foi formalizada perante assinatura de dois ofícios. Os parlamentares citados não vão receber as ajudas de custo, além dos dois veículos alugados e dos 500 litros de combustível. “Vamos dar continuidade ao trabalho que o Mateus Simões, o Bernardo Ramos e os mandatários do Novo fazem. Esta decisão que tomamos é o respeito com o dinheiro público”, disse Trópia ao BHAZ.

A vereadora, que é a líder da bancada do Novo, destacou que a ajuda de custo que eles abriram mão está suspensa. No entanto, optaram por recusá-la mesmo assim, caso volte a ser paga aos parlamentares da capital mineira. “Formalizamos este compromisso de abrir mão dos veículos que os vereadores têm direito e da ajuda, pois não concordamos com estes privilégios”, ressaltou.

Outra redução que será feita pelos representantes do Novo é com relação ao número de profissionais contratados para atuar nos gabinetes. “Sabemos que é uma economia ainda pequena, mas com o nosso exemplo podemos levar outros vereadores a também reduzirem seus custos e respeitarem o belo-horizontino”.

Edição: Thiago Ricci
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários