Andamos na RS, a versão com traje esportivo do Chevrolet Onix

Andamos em uma das opções intermediárias do hatch compacto da GM, que tem como destaques rodas, grade frontal, para-choques, faróis, defletor e até a gravatinha Chevrolet na cor preta e outros itens que contribuem para dar um visual esportivo ao carro. Também se destacam as listas de equipamentos de conforto e segurança, incluindo seis airbags e controles de tração e estabilidade. Muitos esperavam a versão RS com o motor 1.2 turbo e câmbio manual, mas o conjunto motor/câmbio é o mesmo (1.0 turbo de 116cv e câmbio automático de seis marchas) das outras versões do Onix, que também é eficiente e que não decepciona quando se pressiona mais o pedal da direita.

Foto: Eduardo Aquino

Por fora, a roupagem esportiva da opção RS inclui vários itens na cor preta: grade frontal, rodas, spoiler, capa dos retrovisores, máscara dos faróis, moldura dos vidros, defletor de ar no teto, moldura das luzes diurnas e até a gravatinha da Chevrolet e o logo Onix.

Detalhes em vermelho

Internamente, a predominância também é da cor preta, presente no teto, colunas, revestimento parcial em couro dos bancos, na gravatinha Chevrolet no volante; que combina com alguns detalhes em cinza e contrasta com as molduras e as costuras dos bancos e volante (também revestido em couro) na cor vermelha.

Leia mais: Nova Ram em detalhes

Foto: Eduardo Aquino

Ponteiros em LED

O quadro de instrumentos tem ponteiros iluminados em LED, boa visualização e grafismo projetado especialmente para a versão. O volante de base achatada tem boa pega e abriga comandos do som, computador de bordo, multimídia e controles de velocidade.

Leia mais: Dicas para a viagem de férias

Foto: Eduardo Aquino

Para encontrar uma boa posição de dirigir, o motorista conta com regulagem de altura do banco e de distância e altura da coluna de direção. Destaque também o sistema MyLink (Android Auto e Apple Car Play) com tela tipo flutuante de oito polegadas no centro do painel.

Motor 1.0 turbo

Debaixo do capô, o Onix RS traz o mesmo motor 1.0 turbo das outras versões. Claro que o motor 1.2 turbo do Tracker colocaria mais pimenta nesse molho, mas a verdade é que o 1.0 é eficiente, combinando uma performance agradável com um consumo bem razoável.

Leia mais: Chery Arrizo 6 na disputa

Foto: Eduardo Aquino

Consumo

Na estrada, com gasolina, ar ligado e apenas o motorista, o computador de bordo registrou médias acima de 14km/l. Na cidade, nas mesmas condições, as médias giraram em torno de 9,6km/l.

Leia mais: Teste do VW Nivus Highline

Foto: Eduardo Aquino

Faltam borboletas

O câmbio manual também poderia tornar a “brincadeira” mais divertida, mas bastava esse câmbio automático ter uma opção de trocas manuais junto ao volante (em vez de botão na alavanca de marchas) para dar mais agilidade às mudanças.

Leia mais: Nissan Versa, a evolução

Foto: Eduardo Aquino

A direção elétrica tem boa calibragem, mas merecia um melhor “peso” em altas velocidades. Nas manobras, ela facilita bem a vida do motorista, que também é ajudado pelo sensor de estacionamento traseiro e pela câmera de ré.

Mesma suspensão

A suspensão, que é a mesma das outras versões, consegue acompanhar o pique esportivo e segurar bem o hatch nas curvas mais fechadas e de piso irregular, e oferece um bom nível de conforto ao absorver bem as irregularidades do piso.

Texto e fotos: Eduardo Aquino

Foto: Eduardo Aquino

Ficha Técnica

Motor – Dianteiro, transversal, três cilindros em linha, 12 válvulas, 999cm³ de cilindrada, turbo, flex, que gera potência de 116cv (gasolina/etanol) a 5.500rpm e torques de 16,3kgfm (gasolina) e de 16,8kgfm (etanol) a 2.000rpm

Transmissão – Tração dianteira e câmbio automático de seis marchas

Suspensão – Dianteira, independente, do tipo McPherson; e traseira, eixo de torção

Direção – Assistência elétrica

Dimensões – Comprimento, 4,16m; largura, 1,73m; altura, 1,47m; e entre-eixos, 2,55m

Freios – Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira

Rodas e pneus – Rodas de liga de 16 polegadas, calçadas com pneus 195/55 R16

Porta-malas – 275 litros

Tanque – 41 litros

Peso (em ordem de marcha) – 1.113 quilos

Foto: Eduardo Aquino

Principais equipamentos – Gravata “Black Bow Tie” Chevrolet, Kit aerodinâmico com spoiler frontal e traseiro, grade tipo colmeia, saia lateral e aerofólio; faróis com máscara negra, luz de condução diurna em LED com moldura em preto brilhante, rodas de 16 polegadas com acabamento exclusivo, retrovisores com capa e teto pintados em preto metálico, logo Onix em preto fosco, revestimento interno de teto e coluna escurecidos, volante com base reta, bancos inteiriços, acabamento interno com detalhes em vermelho no painel e nas costuras pespontadas, padronagem de banco RS, sensor de estacionamento traseiro, airbags frontais, laterais e de cortina; alarme, ar-condicionado, assistente de partida em rampa, coluna de direção com regulagem em altura e distância, computador de bordo, controlador de limite de velocidade, controles eletrônicos de tração e estabilidade, volante multifuncional, direção elétrica progressiva, entrada USB para o banco traseiro, faróis e lanternas de neblina, Chevrolet MyLink, com tela LCD sensível ao toque de oito polegadas, integração com smartphones através do Android Auto e Apple CarPlay, rádio AM-FM, função áudio streaming, Bluetooth para até 2 celulares simultaneamente e entrada USB; OnStar + Conectividade Chevrolet + Wi-Fi, sistema de monitoramento da pressão dos pneus, sistema para fixação de cadeiras infantis (Isofix e Top Tether), câmera de ré, sensor crepuscular, carregador Wireless e controle automático de velocidade.

Preços – R$ 75.790. Com pintura metálica, R$ 77.390.

Visite o nosso site Acelera Ai e fique por dentro de todas as novidades do setor automotivo.

Acelera Ai
Acelera Airedacao@aceleraai.com.br

Jornalistas Eduardo Aquino e Luís Otávio Pires são os editores do site Acelera Aí e da seção veículos do portal Bhaz

Comentários