Zema defende Bolsonaro e ‘cutuca’ Kalil ao avaliar medidas da pandemia

romeu zema morning show jovem pan
Segundo Zema, ao contrário de alguns prefeitos, presidente tem ‘boas intenções’ (Rpeorudção/Facebook/Jovem Pan News)

O governador Romeu Zema (Novo) defendeu o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) das cobranças que ele vem recebendo durante a pandemia de Covid-19. Em entrevista à Jovem Pan News nesta quarta-feira (13), o governador avaliou que Bolsonaro é “bem intencionado” e citou o prefeito Alexandre Kalil (PSD) – com quem já trocou farpas anteriormente – ao criticar a postura de prefeitos que, segundo ele, “se aproveitam” da pandemia.

“Os problemas do Brasil são complexos. O presidente pode ter os erros dele, mas também tem o acerto. Vejo que ele é uma pessoa bem intencionada”, disse o governador. Zema ainda pontuou que não concorda com todas as decisões de Bolsonaro, mas que prefere não criticá-lo publicamente. “Eu procuro manter um bom relacionamento com o presidente. Não o apoio em todas as questões, mas não é porque eu estou em desacordo que eu vou para a televisão, que eu vou para o rádio, para o jornal ficar criticando ele. Eu tenho muita coisa para fazer aqui em Minas Gerais”, disse.

Questionado sobre uma possível tensão criada dentro do Novo por causa de divergências sobre Bolsonaro, Zema negou que isso aconteça. “Até pelo motivo de sermos um partido liberal, isso é muito bem tolerado dentro do partido. Cada um tem a sua opinião, opinião enriquece o debate”, argumentou o governador, que ainda reforçou que prefere não contrariar o governo federal, porque “criticar por criticar não resolve o problema”.

‘Prefeitos estão se aproveitando’

Zema também avaliou as administrações municipais no que diz respeito ao combate à pandemia. Ao ser questionado sobre os conflitos entre ele e o prefeito da capital mineira, o governador afirmou que alguns prefeitos estariam se aproveitando das medidas de combate à Covid-19. “Cada prefeito, na minha opinião, sabe aquilo que é melhor para sua cidade. Agora, infelizmente nós temos prefeitos que estão se aproveitando dessa situação”, disse.

O governador, no entanto, argumentou não poder apontar quais seriam esses prefeitos. “Eu quero salientar aqui que Minas tem 853 municípios, cada um tem as suas características especiais. Não cabe a mim estar julgando cada um dos 853 prefeitos. Ele [Kalil] é um desses”, pontuou. Zema, no entanto, admitiu que a situação no estado exige medidas: “Temos o programa Minas Consciente, que hoje, infelizmente, está na onda vermelha em quase todas as regiões do estado, o que significa que medidas de isolamento são necessárias”.

Edição: Roberth Costa
Giovanna Fávero
Giovanna Fáverogiovanna.favero@bhaz.com.br

Redatora do BHAZ desde outubro de 2019. Jornalista graduada pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG) e com atuação focada nas editorias de Cidades, Guia e Cultura no BHAZ.

Comentários