De novo: Avenida Tereza Cristina volta a alagar e até caminhão é arrastado

Tereza Cristina alagada em BH
Ribeirão Arruda transbordando e caminhão sendo levado por correnteza (Reprodução/Twitter)

As fortes chuvas que atingiram BH no início da noite de hoje (15) deixaram mais uma vez a avenida Tereza Cristina completamente alagada. Imagens da avenida coberta de água impressionam moradores que flagraram as cenas em uma das principais vias da capital mineira. Em um dos vídeos é possível ver a água ultrapassando o limite do Ribeirão Arrudas.

A Defesa Civil já havia alertado com antecedência a previsão de pancadas de chuvas em BH. Além disso, a BHTrans interditou a avenida em seus pontos mais perigosos. Até às 17h53, a avenida permanecia interditada em toda sua extensão.

Monitoramento

Agora há pouco, a Defesa Civil de BH informou que todas as regionais da cidade estão no “nível verde”, segundo o balanço que mede a intensidade de chuva. Mas, no fim da tarde, a Zona Oeste e região do Barreiro receberam chuvas mais intensas, segundo balanço.

Verão

A estação mais quente do ano, que começou no dia 21 de dezembro de 2020, também pode propiciar a ocorrência de chuvas em Belo Horizonte. No entanto, a meteorologia aponta que a estação do ano será menos chuvosa que nos anos anteriores. O calorão, por sua vez, deve ser dominante (veja aqui).

Recomendações de segurança

A Defesa Civil de BH reuniu recomendações para que a população permaneça em segurança durante períodos de chuva. Confira:

  • Redobre a sua atenção! Evite áreas de inundação e não trafegue em ruas sujeitas a alagamentos e próximos aos córregos e ribeirões no momento de forte chuva.
  • Não atravesse ruas alagadas ou deixe crianças brincando na enxurrada e nas águas dos córregos.⠀
  • Não se abrigue nem estacione veículos debaixo de árvores.⠀
  • Atenção especial em áreas de encostas e morros.⠀
  • Jamais se aproxime de cabos elétricos rompidos. Ligue imediatamente para CEMIG (116) ou Defesa Civil (199).⠀
  • Se você observar o aparecimento de fendas, depressões no terreno, rachaduras nas paredes das casas e o surgimento de minas d’água avise imediatamente a Defesa Civil (199).⠀
  • Em caso de raios: não permaneça em áreas abertas e altas, não use equipamentos elétricos.

Edição: Redação
Jordânia Andrade
Jordânia Andradejordania.andrade@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde outubro de 2020. Jornalista formada no UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) com passagens pelos veículos Sou BH, Alvorada FM e rádio Itatiaia. Atua em projetos com foco em política, diversidade e jornalismo comunitário.

Comentários