Meteorologia descarta novo temporal e BH deverá ter chuva fraca

chuva bh
Chuva de fraca intensidade é aguarda na capital mineira (Amanda Dias/BHAZ)

Depois de uma sexta-feira marcada por um temporal, o sábado (16) será de chuva de fraca intensidade em Belo Horizonte. A meteorologia prevê a continuidade das precipitações ao longo da tarde, mas nada que se compare com o que aconteceu em diversos pontos da cidade ontem. Em quatro, das cinco regionais, foi emitido alerta de risco geológico.

“A previsão é de possibilidade de chuvas em Belo Horizonte e região metropolitana, porém de fraca intensidade. O temporal de ontem aconteceu devido à formação de um aglomerado de nuvens que se deslocou para a região da capital mineira e Contagem. Hoje está descartada a possibilidade de novos temporais”, tranquiliza o meteorologista Ruibran dos Reis ao BHAZ.

O céu ficará nublado durante todo o sábado e a temperatura mínima registrada foi de 17ºC, a máxima poderá alcançar os 30ºC. A umidade relativa do ar será de 50% no período da tarde. A Defesa Civil informa que as regionais Centro-Sul, Noroeste e Oeste já ultrapassaram o volume de chuva esperado para todo o mês. Veja o acumulado em toda a cidade:

  • Barreiro – 265,4 mm – 80,6%
  • Centro Sul – 395,4 mm – 120,1%
  • Leste – 238,8 mm – 72,6%
  • Nordeste – 286,6 mm – 87,1%
  • Noroeste – 358,8 mm – 109%
  • Norte – 214,4 mm – 65,1%
  • Oeste – 350,6 mm – 106,5%
  • Pampulha – 285,2 mm – 86,7%
  • Venda Nova – 223,7 mm – 68%

A média climatológica para o mês de janeiro é de 329,1 mm.

Temporais

Janeiro está sendo marcado por temporais em Belo Horizonte. A razão disso é o fenômeno La Niña, conforme explica Ruibran. “Neste fenômeno temos o esfriamento da temperatura da água do mar e, com isso, as frentes frias que passam pelo oceano trazem os temporais. No La Niña não temos chuvas que duram o dia todo, como aconteceu no ano passado. As precipitações ocorrem no formato de temporais”.

Alerta

As chuvas recentes e a possibilidade da continuidade fizeram a Defesa Civil emitir alerta de risco geológico para alguns pontos da cidade. O órgão alerta para que população tenha “atenção no grau de saturação do solo e nos sinais construtivos, em especial nos locais de maior exposição”. O comunicado é válido para as regionais Oeste, Noroeste, Barreiro e Centro-Sul.

Para evitar perdas ou danos, a Defesa Civil de Belo Horizonte fez as seguintes recomendações:

  • Coloque calha no telhado da sua casa;
  • Conserte vazamentos em reservatórios e caixas-d’água;
  • Não jogue lixo ou entulho na encosta;
  • Não despeje esgoto nos barrancos;
  • Não faça queimadas.

Além disso, a Defesa Civil apontou os principais sinais para a possibilidade de deslizamentos, sendo eles:

  • Trinca nas paredes;
  • Água empoçando no quintal;
  • Portas e janelas emperrando;
  • Rachaduras no solo;
  • Água minando da base do barranco;
  • Inclinação de poste ou árvores.

Edição: Vitor Fernandes
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários