Prefeitura de BH recebe 128 mil doses da Coronavac e inicia distribuição

vacina bombeiros
Imunizantes foram distribuídos para a capital e outras regionais nesta terça (CBMMG/Divulgação + Foca Lisboa/UFMG)

A PBH (Prefeitura de Belo Horizonte) recebeu, na tarde desta terça-feira (19), 128.388 doses da Coronavac, produzida pelo laboratório Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan. Além dessas, que serão distribuídas para os profissionais da saúde de diversas regiões da capital, BH também recebeu 6.882 doses da Rede de Frios da SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais). Essa segunda leva é direcionada aos profissionais dos hospitais Militar, Eduardo de Menezes e Júlia Kubitschek, que são da rede estadual.

Agora, seguindo as orientações do Plano Nacional de Imunização, desenvolvido pelo Ministério da Saúde, a capital vai começar a distribuir as doses para os hospitais públicos e privados e serviços de urgência. Ao todo, a primeira remessa de imunizantes vai possibilitar a vacinação de cerca de 63 mil pessoas. Esse número considera uma possibilidade de 5% de perdas – porcentagem indicada pelo Ministério da Saúde. Ao todo, as doses serão distribuídas para 54 hospitais das redes pública, privada e filantrópica, assim como outros centros de saúde.

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde já havia adiantado, a prioridade será dos trabalhadores das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) – tanto as dedicadas à Covid-19 como a outras comorbidades – e depois os profissionais das enfermarias e das portas de urgência – SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e UPAs (Unidades de Pronto Atendimento).

Treinamento e distribuição

Assim que chegaram à capital, as vacinas passaram por conferência na PBH e na sequência começaram a ser entregues. Os lotes distribuídos pela Secretaria Municipal de Saúde vão contemplar a vacina, as seringas e agulhas para a imunização. Cada hospital ou serviço de urgência terá autonomia para definir o seu cronograma de vacinação.

Belo Horizonte já conta com insumos em estoque para uso na campanha. Além de seringas, há material para armazenamento das vacinas e veículos para o transporte das equipes volantes e dos imunizantes. A estimativa é que 1.700 vacinadores estejam cadastrados nesta campanha. Todos passaram por treinamento para o registro no sistema de informação e controle das doses aplicadas. A ferramenta realiza o controle do atendimento da demanda e da distribuição da vacina, de acordo com resolução da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Próximos da fila

Condicionado ao recebimento de novas entregas da vacina pelo Ministério da Saúde, os próximos grupos a serem vacinados serão os residentes e profissionais das Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) e os profissionais que atuam na Atenção Primária em Saúde, em cronograma que será estabelecido em função dos quantitativos.

Mesmo com o início da campanha de vacinação contra a Covid-19 é muito importante a colaboração da população para evitar aglomerações, manter o uso de máscaras e a higienização correta das mãos.

Com PBH

Giovanna Fávero
Giovanna Fáverogiovanna.favero@bhaz.com.br

Repórter no BHAZ desde outubro de 2019. Jornalista graduada pela PUC Minas (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais) e com atuação focada nas editorias de Cidades, Guia e Cultura.

Comentários