Nego do Borel diz não ter HPV, mas exames exibidos não descartam presença do vírus

Nego do Borel exames
Transmissão da DST foi uma das acusações feitas por Duda Reis, além de agressões, ameaças e mais (Reprodução/@negodoborel/Instagram)

Em mais uma tentativa de se defender das acusações de Duda Reis, o cantor Nego do Borel publicou nas redes sociais resultados de exames de sangue e afirmou que não tem HPV. A ex-noiva do artista o acusou de ter transmitido a doença para ela. Porém os documentos postados não descartam o diagnóstico do vírus, conforme especialistas consultados pelo BHAZ.

“Os últimos dias têm sido de muitas acusações para mim. A minha resposta para tudo isso será provar a minha inocência. E no meio das muitas acusações eu fui acusado de ter transmitido HPV. Como quem não deve não teme, resolvi fazer um exame. E hoje vim aqui apresentar o resultado. Não, eu não tenho e nunca tive HPV, assim como nenhuma outra doença sexualmente transmissível”, escreveu o cantor de 28 anos no Instagram.

Além dos relatos de estupro de vulnerável, violência doméstica e ameaça, a transmissão da DST (doença sexualmente transmissível) foi uma das acusações feitas pela ex-noiva do cantor, Duda Reis, de 19 anos, na última semana. A atriz fez registro de ocorrência em São Paulo e a Justiça determinou medidas protetivas, proibindo Nego do Borel de se aproximar da jovem e da sua família.

O funkeiro mostrou fotos dos resultados negativos para a detecção de HIV, Zika Vírus, clamídia e algumas hepatites. Já o HPV, vírus difícil de ser diagnosticado, não pode ser descartado por meio de um exame de sangue, de acordo com Pedro Romanelli, médico urologista e presidente da SBU-MG (Sociedade Brasileira de Urologia em Minas Gerais).

Exames não descartam

De acordo com o especialista, o diagnóstico de HPV é normalmente feito por meio de exame clínico, e não de sangue. “Existe um desafio de conseguir identificar DSTs. O vírus do HPV é muito comumente relacionado à ocorrência de verrugas genitais, e acreditamos que a maior parte da população já pode ter tido contato com esse vírus, não só por via sexual. Muitas vezes, a pessoa não tem uma manifestação clínica da doença”, explica.

“O diagnóstico, muitas vezes, acaba sendo clínico. Existem alguns exames, como a captura híbrida, onde é feita uma pequena raspagem de uma região suspeita para tentar identificar o fragmento do vírus, mas mesmo esses exames têm limitações. [Ele postou] vários exames que avaliam a saúde geral da pessoa, várias doenças transmissíveis, mas não têm relação com o HPV”, completa.

exame nego do borel
Cantor publicou resultados de exames que não descartam diagnóstico de HPV (Reprodução/@negodoborel/Instagram)

O médico ressalta que existem aproximadamente cem tipos de vírus de HPV, entre os quais quatro são mais comuns e se relacionam à ocorrência de verrugas. Pedro Romanelli reforça a importância da vacina contra o HPV, e do uso de preservativos durante as relações sexuais, para evitar a transmissão da doença.

Denúncias

Duda Reis, atriz e influenciadora digital com milhões de seguidores, passou a revelar, após o término do noivado com Nego do Borel, as agressões e ameaças que sofria do cantor. Ela também falou das traições e ressaltou que era chamada de “maluca” pelo namorado quando expressava sua desconfiança.

Na semana passada, ele confirmou publicamente que traía Duda. Depois da repercussão negativa do caso, ele apelou para discurso religioso.

A atriz publicou uma sequência de Stories no Instagram expondo o pesadelo que viveu no relacionamento de mais de dois anos. Aos prantos, ela se culpou por não ter enxergado antes que estava numa relação abusiva. Segundo ela, o cantor a agredia física e verbalmente, ameaçava matar a família de Duda e era racista quando fazia alguma caridade.

No último domingo (17), o Fantástico conversou com o cantor, a atriz, e a ex-namorada do funkeiro, Swellen Sauer, que já tinha acusado Nego do Borel de traição, agressividade e violência. Na entrevista em rede nacional, Duda contou mais sobre o caso e disse que passou a tomar remédios, prescritos por psiquiatra, depois de ter sido diagnosticada com depressão, síndrome do pânico, bulimia e anorexia.

Sofia Leão
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco na editoria de Esportes no BHAZ.

Comentários