Adolescente de 17 anos é assassinada em MG; ex-namorado é principal suspeito

viatura pm
Ocorrência foi atendida pela Polícia Militar (FOTO ILUSTRATIVA: Amanda Dias/BHAZ)

Uma adolescente de 17 anos foi morta a pauladas, em Capela Nova, na região Central de Minas Gerais, nessa quarta-feira (20). O suspeito de cometer o crime é o ex-namorado dela, um homem de 40. A vítima foi encontrada caída em uma estrada, mas já não apresentava os sinais vitais quando foi socorrida. O homem vinha ameaçando a garota, conforme apontam mensagens trocadas pelo WhatsApp.

O pai dela contou que a filha saiu de casa pela manhã, mas sem avisar aonde iria. Poucos minutos depois, ela o comunicou que estava indo encontrar o ex, com quem terminou o relacionamento há 15 dias. A relação do casal estava conturbada, segundo o familiar, tanto que o pai da garota passou para o homem o valor de R$ 7 mil, pois o casal havia comprado uma moto em conjunto durante o namoro.

O suspeito de cometer o crime ligou para o ex-sogro pedindo para ele chamar o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), afirmando que a adolescente havia caído de moto. O homem também ligou para um conhecido fazendo a mesma solicitação, alegando que a garota sofreu um acidente. O colega disse que o suspeito do crime estava “transtornado”, pois ficou sabendo que a adolescente tentava reconciliação com outro ex-namorado.

Ligação

A PM foi informada que um advogado chegou a ser procurado pelo suspeito. Em conversa com o profissional, ele contou que o ex da adolescente ligou dizendo que ocorreu uma desavença com a garota, seguida de agressão. O homem queria que ele o representasse. O pedido foi negado, pois ele é advogado do pai da vítima em outro processo.

Ameaças

Na casa do suspeito, foi encontrado um par de botas sujo de sangue e um aparelho celular. Diversas mensagem do ex para a adolescente estavam armazenadas no telefone. O conteúdo delas era de ameaça. “Você está achando que eu sou brincadeira. Vou te mostrar, quebrar essa sua cara para ninguém gostar de você mais”.

As ameaças prosseguiram: “Vou te pegar de jeito dessa vez. Te dar um coro para você nunca mais esquecer”. O celular foi apreendido, mas o suspeito não foi localizado até o encerramento da ocorrência. A PM passou os pertences da vítima para o pai dela. Na Delegacia de Polícia Civil de Carandaí o registro foi encerrado.

Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários