Tão deixando sonhar? Galo vence, pula para a vice-liderança e sonha

arana comemora gol galo fortaleza mineirão
Guilherme Arana comemora gol (Doug Patrício/Fotoarena/Folhapress

Deu tudo certo para o Atlético neste domingo (31) dentro de campo – e pode ser que dê muito certo, também, fora dele. Superior durante todo o confronto, o Galo bateu o Fortaleza por 2 a 0 no Mineirão – com pênalti duvidoso marcado a favor e pênalti desperdiçado pelo rival. Fora de BH, o São Paulo perdeu para o Atlético-GO e se tornou carta praticamente fora do baralho na disputa pelo título – enquanto que o Inter sofre com o Bragantino.

Resta ao torcedor continuar torcendo para um escorregão colorado nesta noite e para um revés do Flamengo na segunda-feira (1º), quando o clube carioca mede forças com o Sport, na Ilha do Retiro. O próprio Atlético volta a campo na quarta-feira (3), dia em que enfrenta o Goiás, em Goiânia – e os comandados por Sampaoli não podem pensar em outro resultado senão a vitória contra o clube enterrado no Z4.

Jogo ‘bão’!

O Galo começou a partida à procura do gol, do jeito que o treinador argentino pede. Logo aos 5 minutos, Arana dominou na grande área e chutou cruzado para boa defesa de Felipe Alves. O Fortaleza respondeu aos 12 do 1T com chute de Ronald no meio do gol, que foi defendido por Everson. Depois, Hyoran quase abriu o placar aos 16: Savarino deixou o meia em ótimas condições dentro da área, mas ele chutou para fora. 

‘Pelo amor de Deus’

Na parte final do 1T, o time alvinegro quase saiu na frente no placar. Vargas pegou a sobra aos 43, a bola bateu na marcação e foi para fora. Apenas um minuto depois, Sasha cabeceou muito bem e o goleiro Felipe Alves fez um milagre, tirando de pé.

Finalmente!

O Galo estava melhor na partida e, na volta para o 2T, conseguiu seu gol. Aos 11 minutos, Hyoran cruzou certinho para Arana pegar de primeira e mandar direto para as redes, abrindo o placar para o time da casa. 

É do VARgas

Pouco depois, o Galo ampliou a vantagem após um lance polêmico. Aos 16, Sasha chutou da entrada da área e a bola resvalou no zagueiro Jackson. O árbitro marcou a penalidade máxima depois de olhar o VAR. Eduardo Vargas na cobrança: o goleiro pegou, mas no rebote, o atacante conseguiu fazer seu 2º gol com a camisa alvinegra. Esse foi o 5º pênalti perdido pelo time em 13 cobranças no campeonato – mas desta vez, não fez mal! Com o 58º gol no campeonato, o time voltou a ter o melhor ataque da competição.

+1 pênalti

Até que, aos 26 do 2T, o árbitro Vuaden olhou o VAR e marcou mais um pênalti na partida – desta vez, para o Fortaleza. David tabelou e invadiu a área, mas foi derrubado por Jair. Na cobrança, o atacante Osvaldo chutou forte, a bola explodiu na trave e ninguém conseguiu pegar o rebote. Fim de papo no Mineirão: 2 a 0 para um Galo ainda sonhando com o título brasileiro. 

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 2 X 0 FORTALEZA

Data: 31 de janeiro de 2021 (domingo)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Horário: 17h
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e José Eduardo Calza (RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Cartão amarelo: Jackson (FOR)

Gols: Guilherme Arana, aos 11’-2ºT(1-0), Vargas, aos 21’-2ºT(2-0)

Atlético: Everson; Guga, Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Jair(Gabriel, aos 41’-2ºT), Allan e Hyoran (Alan Franco, aos 34’-2ºT); Savarino (Calebe, aos 52’-2ºT), Sasha (Nathan, aos 34’-2ºT) e Eduardo Vargas (Marrony, aos 34’-2ºT).
Técnico: Jorge Sampaoli

Fortaleza: Felipe Alves, Gabriel Dias, Jackson (Quintero, aos 22’-2ºT), Wanderson e Carlinhos; Felipe, Ronald e Tinga (Bergson, aos 36’-2ºT), Luiz Henrique (Mariano Vasquéz, aos 44’-2ºT); David (Ederson, aos, 36’-2ºT) e Wellington Paulista (Osvaldo, aos 23’-2ºT).
Técnico: Léo Porto

Edição: Thiago Ricci
Beatriz Kalil Othero
Beatriz Kalil Otherobeatrizkof@gmail.com

Mineira de BH, graduanda em jornalismo pela UFMG e fascinada por futebol, dentro e fora das quatro linhas. Cobre os jogos dos times mineiros como repórter freelancer para o BHAZ.

Comentários