Ratinho defende a volta da ditadura militar, fuzilamento e ‘limpar mendigos’

ratinho
Apresentador do SBT disse que está na hora dos “homens de botão dourado colocarem ordem na casa” (Reprodução/@oratinho/Instagram + Reprodução/YouTube)

O apresentador Carlos Massa, conhecido como Ratinho, defendeu a intervenção militar e a higienização da população em situação de rua. As declarações foram feitas nessa terça-feira (16), no programa de rádio “Turma do Ratinho”, da Rádio Massa. O funcionário do SBT ainda fez menção ao fuzilamento de condenados em Singapura, como solução para a corrupção.

Durante o programa, Ratinho e os demais radialistas falaram da questão da vacinação no Rio de Janeiro, e sobre assuntos relacionados à corrupção. “Eu sei que o que vou falar aqui pode até chocar, mas está na hora de fazer igual fez em Singapura. Entrou um general, consertou o país e, um ano depois, fez eleições. Mas primeiro consertou, chamou todos denunciados e disse: ‘vocês têm 24 horas para deixar o país ou serão fuzilados’. Limpou Singapura”, disparou o apresentador.

Ratinho ainda mencionou a política de higienização da população que vivia em situação de rua em Nova York, feita por Rudolph Giuliani. “Ele pesquisou do que o povo tinha medo e era dos mendigos batendo nas portas. Ele limpou os mendigos da cidade. Do que as pessoas tinham medo? Morador de rua. Ele tirou todos os moradores de rua e deu um lugar para os caras se virarem”.

Volta dos militares

“Ele limpou tudo e a imprensa ficou a favor dele. Aqui, se mexer com morador de rua, a imprensa cai em cima do político. Ele começou nos pequenos e chegou no maior”, disse Ratinho, ainda sobre a política de higienização. Os apresentadores seguiram falando sobre o Rio de Janeiro e o sistema policial do estado. Nisso, Carlos Massa afrimou que “está na hora dos botões dourados voltarem e botarem ordem na casa”.

“Se eu abrir uma votação perguntando se o povo é a favor da volta dos militares, dá 70%. Nossa democracia é muito frágil, dá muita vantagem para bandido”, disse Ratinho. Confira o vídeo completo com as declarações de Carlos Massa, apresentador do SBT:

‘Crime previsto na Constituição ao defender a ditadura’

No Twitter, internautas demonstraram desgosto pela fala de Ratinho, e apontaram que ele cometeu um crime ao clamar pela a ditadura militar. “Ratinho cometeu crime previsto na Constituição ao defender a ditadura militar. Ele citou Singapura como exemplo e o fuzilamento de pessoas denunciadas. Em 2016, Ratinho foi condenado por manter trabalhadores em condição análoga à escravidão. A quais bandidos ele se refere mesmo?”, comentou um usuário.

Edição: Roberth Costa
Andreza Miranda
Andreza Miranda[email protected]

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários