Homem é preso por matar cachorro afogado na Praia de Copacabana

cão morto afogado
Guarda Municipal do Rio de Janeiro atendeu a ocorrência (Reprodução/@GMRio/Twitter)

Um homem foi preso suspeito de matar um cachorro afogado na Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, na noite dessa quinta-feira (18). A ocorrência foi registrada pela Guarda Municipal do Rio como maus-tratos a animais. O óbito do buldogue francês foi constatado nas areais da praia.

De acordo com a Guarda, um patrulhamento era realizado na orla da praia, quando os agentes avistaram uma confusão na areia. Os agentes, então, se aproximaram e encontraram um grupo de banhistas que tentavam linchar um casal. As testemunhas acusavam o homem de estar embriagado e ter provocado o afogamento do animal.

A perícia esteve na praia para realizar os trabalhos de praxe e constatou a morte do buldogue francês ainda na praia. A Polícia Militar também compareceu, na altura do Posto 6, e prendeu o suspeito. O homem foi para a 12ª Delegacia de Plantão de Copacabana, junto com a mulher e duas testemunhas.

Crime

Abandonar ou maltratar animais é crime previsto pela Lei Federal nº 9.605/98. Vale lembrar que uma nova legislação, a Lei Federal nº 14.064/20, sancionada em setembro de 2020, aumentou a pena de detenção que era de até um ano para até cinco anos para quem cometer este crime. Além disso, o rito processual passa à vara criminal, não mais ao juizado especial.

Edição: Thiago Ricci
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários