Em meio à crise, deputados mineiros dão bom exemplo e economizam R$ 80 milhões

almg economiza 80 milhoes em 2020
Agostinho Patrus e Romeu Zema (Daniel Protzner)

Em um ano com inúmeras crises, principalmente na área econômica, os deputados de Minas deram um grande exemplo aos colegas de parlamento. Em 2020, a ALMG (Assembleia Legislativa de Minas Gerais) economizou R$ 80 milhões. O valor foi entregue ao governo do estado em uma cerimônia feita nesta terça (23).

O presidente da ALMG, deputado Agostinho Patrus (PV), fez pessoalmente a entrega dos recursos ao governador Romeu Zema (Novo), por meio de um cheque simbólico. Zema afirmou que o valor economizado será usado 100% na área da saúde, no combate à pandemia.

“Quero agradecer enormemente essa ajuda, que vem em um momento tão oportuno. Agradeço essa economia, que é um exemplo para todo o Brasil”, disse o governador.

Mineiros protegidos

O governador garantiu que os R$ 80 milhões serão usados no atendimentos em enfermarias e unidades de tratamento intensivo (UTIs) da Covid-19. Zema também admitiu a possibilidade de Minas comprar as vacinas diretamente com os laboratórios. A medida será tomada caso o governo federal não forneça os imunizantes em um ritmo adequado.

Apesar disso, o governador afirmou que o Governo Federal se comprometeu em repassar o triplo de vacinas que o Estado recebeu em janeiro e fevereiro.

Bom exemplo

Não foi a primeira vez que os parlamentares mineiros economizaram recursos, em 2019 a casa devolveu R$ 46 milhões aos cofres públicos. Na época, os deputados recomendaram que o governo usasse o valor também na área da saúde. A economia de 2019 foi resultado, principalmente, da redução de deslocamentos e adaptações na gestão.

Edição: Roberth Costa
Jordânia Andrade
Jordânia Andradejordania.andrade@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde outubro de 2020. Jornalista formada no UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) com passagens pelos veículos Sou BH, Alvorada FM e rádio Itatiaia. Atua em projetos com foco em política, diversidade e jornalismo comunitário.

Comentários