Homem mata amigo a facadas e diz que faria ‘novamente se precisasse’

viatura-polícia-militar
No momento da prisão, o suspeito usava uma camisa ensanguentada e alegou ser do amigo morto (Amanda Dias/BHAZ)

Atualização às 17:23 do dia 26/02/2021 : Esta reportagem foi editada para incluir o posicionamento da Polícia Civil.

Um homem de 54 anos acabou preso, na madrugada desta sexta-feira (26), por suspeita de ter matado o próprio amigo a facadas. O crime aconteceu no bairro Jardim dos Comerciários, na região de Venda Nova, em Belo Horizonte. Ambos estavam bebendo quando iniciaram uma discussão, que partiu para agressões físicas e, em seguida, para o homicídio. O suspeito confessou o crime e disse que “mataria novamente”.

Na noite de ontem (25), a PM fazia um patrulhamento pelo bairro Jardim dos Comerciários, quando viu o corpo de um homem caído no chão. Ao verificarem, a vítima já estava sem sinais vitais, e testemunhas disseram aos policiais que o homem estava com o amigo, que é suspeito, minutos antes da morte. Com isso, a equipe policial foi até a casa dele, onde confessou o crime.

Conforme dito pelo suspeito à PM, ele e o amigo estavam consumindo bebida alcóolica numa rua, momentos antes do ocorrido. Os dois começaram a discutir, e da discussão partiram para a agressão. O homem, que portava uma faca, desferiu golpes contra a vítima e, em seguida, fugiu do local.

Uma testemunha, que conhece os dois e presenciou a discussão, havia dito para a PM que ambos tinham o hábito de beber juntos. Segundo a testemunha, uma terceira pessoa também estava envolvida na briga verbal. A pessoa também disse que, durante o conflito, o suspeito foi até o supermercado próximo para comprar a faca usada no crime.

‘Mataria novamente se precisasse’

Ainda em seu depoimento para a polícia, o suspeito disse que “mataria novamente se precisasse”. No momento em que os policiais chegaram em sua residência e deram voz de prisão, ele estava usando uma camisa suja de sangue. O próprio suspeito disse que a peça de roupa pertencia ao amigo que acabara de ser morto. Ele não quis revelar onde estava a arma usada para o crime, e a PM também não encontrou.

A unidade de resgate médico foi até o local do crime e atestou o óbito da vítima, que também tinha 54 anos. Conforme identificado pela perícia, o homem levou uma facada no lado esquerdo do abdômen e uma no pescoço. A equipe policial encaminhou o suspeito para a Central de Flagrantes 4 (Ceflan 4), no bairro Alípio de Melo.

A Polícia Civil instaurou um inquérito para esclarecer totalmente os fatos, e informou que, durante o depoimento, o suspeito usufruiu do direito de permanecer calado. De acordo com o órgão, as investigações prosseguem.

Edição: Vitor Fernandes
Andreza Miranda
Andreza Mirandaandreza.miranda@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários