Bombeiros salvam garotinho de 3 anos que ficou preso em portão

garoto sendo retirado de grades por dois bombeiros
Após o trabalho dos bombeiros, o garoto foi acolhido pela família (Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Um garoto de três anos deu um susto na família na tarde dessa segunda-feira (1). O menino tentou passar a cabeça pela grade do portão de sua casa, e acabou ficando preso. Felizmente, depois de momento de muita tensão, ele foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros e saiu ileso. O caso aconteceu na rua Moama, no bairro Novo Eldorado, em Contagem, região metropolitana de BH.

Os bombeiros afirmaram que o garoto estava chorando muito quando chegaram no local. Enquanto faziam o trabalho de alargar as grades, os militares conversavam com o garoto para tranquilizá-lo. Ele foi retirado em segurança sem nenhum ferimento e, em seguida, foi acolhido pela família.

Militares do Corpo de Bombeiros tranquilizaram o garoto (Divulgação/Corpo de Bombeiros)

De olho nos pequenos

Não é a primeira vez que uma criança se envolve em situação perigosa. No último domingo (28), um entregador salvou a vida de uma criança de 3 anos que caiu do 12º andar de um prédio, em Honói, capital do Vietnã. Vídeos compartilhados nas redes sociais mostram os momentos de tensão até que Nguyen Ngoc Manh, de 31 anos, consegue salvar a garota que havia pulado a rede de proteção da varanda do apartamento onde mora.

Os pais da criança haviam recebido a visita de amigos e se despediam deles quando a garota deu um forte grito. Os familiares foram ver o que se tratava e encontraram a pequena já do lado de fora da varanda e segurando apenas nas grades de proteção. Nguyen trabalha como entregador e aguardava mercadorias quando ouviu o pedido de socorro da criança. As informações são do VN Express Internacional e do RFA.

O homem teve um ato heroico e pulou o telhado para tentar pegar a criança e evitar que o pior acontecesse no momento da queda, pois a garota aparentava cansaço e não aguentaria se segurar por muito tempo. No momento em que a criança caiu, o entregador acabou escorregando no telhado. Mesmo assim ele conseguiu salvar. “Tentei esticar os braços para alcançá-la. Felizmente, ela caiu em meus braços e ambos caímos no telhado de metal”, disse.

Edição: Giovanna Fávero
Jordânia Andrade
Jordânia Andradejordania.andrade@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde outubro de 2020. Jornalista formada no UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) com passagens pelos veículos Sou BH, Alvorada FM e rádio Itatiaia. Atua em projetos com foco em política, diversidade e jornalismo comunitário.

Comentários