Morre médica veterinária que teve “doença da urina preta”

médica veterinária
Pryscila foi internada no último dia 16, após comer peixe com toxina perigosa (Reprodução/Instagram)

Por Mariana Costa e Glaucia Chaves, do Metrópoles

Pryscila Andrade, médica veterinária que foi internada com a irmã depois de ter ingerido um peixe da espécie arabaiana, morreu nesta terça-feira (2/3). A mulher de 31 anos estava internada desde 18 de fevereiro, em um leito de UTI, no Real Hospital Português, em Recife.

“O céu hoje estará te recebendo com muita luz, na casa do pai, e aqui jamais esqueceremos da sua humildade, caráter, da sua eficiência como profissional, meiga, linda, alegre, sorridente e cheia de luz. Seu sorriso vai ficar na minha memória eternamente. Te amamos, seus pais, irmãos, sobrinhos, Matheus, parentes e amigos”, escreveu Betânia Andrade, mãe de Pryscila.

Entenda o caso

No último dia 16, a empresária Flávia Andrade, de 36 anos, e a irmã dela, a médica veterinária Pryscila Andrade, de 31 anos, decidiram comprar um almoço no bairro do Pina, na zona sul da capital. Apesar de outras pessoas terem comido o peixe, apenas Flávia e Pryscila deram entrada no hospital quatro horas depois.

Leia a reportagem completa no Metrópoles, parceiro do BHAZ.

Comentários