Centenas de fiéis se aglomeram para participar de culto em Contagem

Praça lotada de pessoas
A Prefeitura informou que o evento não tinha autorização (Arquivo Pessoal)

Um culto religioso no meio de uma praça reuniu centenas de fieis na noite dessa terça-feira (2), em Contagem, na região metropolitana de BH. O evento, que aconteceu na Praça do Sol, no bairro Ressaca, reuniu cerca de 400 pessoas – muitas delas sem máscara – e mobilizou as autoridades. Diante das denúncias, o missionário responsável pelo culto chegou a dizer que as críticas partiram de “pessoas guiadas pelo diabo”.

Em um vídeo enviado por um morador da região ao BHAZ, é possível ver várias pessoas circulando pelo local sem máscara. Além disso, boa parte do público se aglomera em frente ao palco, tentando se aproximar o máximo possível e esquecendo do distanciamento de dois metros recomendado pelo Ministério da Saúde. Confira:

Procurada pela reportagem, a Guarda Civil do município informou que o evento foi promovido pelo missionário e youtuber Luca Martini. Ainda segundo o órgão, ele os organizadores não tinham permissão para realizar o evento, já que a cidade está sob decreto que determina a suspensão de diversas atividades, incluindo exposições, congressos e seminários.

O que diz a prefeitura?

O BHAZ também procurou a Prefeitura de Contagem, que informou, em nota (leia na íntegra abaixo), que determinou que o evento fosse interrompido assim que tomou conhecimento dos fatos. “Ao chegar ao local, os guardas civis imediatamente identificaram o organizador e solicitaram o encerramento do evento e a dispersão do público”, diz trecho da nota.

A prefeitura esclareceu ainda que o evento não foi realizado em nome de nenhuma igreja e reforçou que atividades desse tipo estão proibidas na cidade.

O que diz o organizador?

O BHAZ tentou entrar em contato com Luca Martini, mas não obteve resposta. Esta reportagem será atualizada assim que o missionário se posicionar sobre o ocorrido.

Nota da prefeitura na íntegra

A Prefeitura de Contagem informa que o evento não tinha autorização para ser promovido, em virtude do decreto municipal 004/21 e dos protocolos sanitários. A Guarda Civil de Contagem foi acionada por meio de denúncia na Central de Operações, telefone 153. Ao chegar ao local, os guardas civis imediatamente identificaram o organizador e solicitaram o encerramento do evento e a dispersão do público. O evento estava sendo realizado em nome do pregador Luca Martini. Não era em nome de nenhuma igreja, e foi realizado na Parça do Sol, ressaca. Festas e eventos estão proibidos na cidade.  

Edição: Giovanna Fávero
Jordânia Andrade
Jordânia Andradejordania.andrade@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde outubro de 2020. Jornalista formada no UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) com passagens pelos veículos Sou BH, Alvorada FM e rádio Itatiaia. Atua em projetos com foco em política, diversidade e jornalismo comunitário.

Comentários