Mãe salva criança de engasgar até a morte enquanto família assistia TV

Primeiros socorros
Mãe salva filho depois de aplicar técnicas de salvamento (Reprodução/@tinyheartseducation/Instagram + governo federal)

Com raciocínio rápido e conhecimento de primeiros-socorros, uma mãe conseguiu evitar que um momento descontraído acabasse em tragédia. Ela salvou o próprio filho de engasgar até a morte durante uma noite em família na TV. O dramático incidente foi capturado em vídeo, por meio de uma câmera que fica na casa.

A família de cinco pessoas pode ser vista nas imagens assistindo televisão tranquilamente na sala de casa, quando a criança, que estava sentada no chão, parece colocar algo na boca. No vídeo, o menino pode então ser visto colocando as mãos sobre a boca, momento em as pessoas ao seu redor percebem que havia algo errado.

A mãe entrou em ação, pegando o menino e o inclinando, enquanto batia em suas costas. Momentos depois, o objeto parece ser liberado da boca da criança, e ela para de engasgar. O acidente, com final feliz, circulou na mídia internacional nos últimos dias.

‘Heroína’

O vídeo foi compartilhado pela “Tiny Hearts Education” – organização australiana que oferece cursos de primeiros socorros para novos pais – como uma mensagem de advertência aos pais sobre o perigo de crianças engasgarem com pequenos objetos.

“Isso é difícil de assistir, mas é a vida real”, escreveram em rede social. “Como essa mãe conhecia os primeiros socorros básicos, ela poderia entrar em ação e ser a heroína de que seu filho precisava. Como essa mamãe sabia primeiros socorros básicos, ela pode colocar seu filho na cama esta noite, são e salvo”.

O post incentiva os pais a aprender primeiros socorros antes que seja “tarde demais”. “Não se deixe ser o pai que se arrepende de não saber o que fazer se o impensável acontecer”, diz.

‘Achava que nunca iria precisar’

Nos comentários, muitas pessoas compartilharam as suas experiências. “Cerca de seis anos atrás, eu fiz um curso de primeiros socorros como parte de um certificado que estava fazendo – eu era uma daquelas pessoas que achava que nunca iria precisar. No mesmo dia em que completei o curso, eu estava no parque com minha filha e o filho de meus amigos inocentemente deu a minha filha um chips de milho, ela tinha 15 meses”.

“Ela se engasgou silenciosamente enquanto estava no carrinho. Graças a Deus eu sabia o que fazer, meu instinto imediato antes daquele dia não era enfiar meus dedos em sua boca! Foi positivamente o dia mais assustador da minha vida. Tão importante saber o básico”, relatou uma internauta.

Lei Lucas

No Brasil, a Lei Lucas (Lei Nº 13.722), sancionada em outubro de 2018, estabelece a obrigatoriedade da “capacitação em noções básicas de primeiros socorros de professores e funcionários de estabelecimentos de ensino públicos e privados de educação básica e de estabelecimentos de recreação infantil”.

O objetivo é aumentar a segurança de crianças e adolescentes dentro do espaço escolar ou recreativo, já que os profissionais vão ter o conhecimento necessário para lidar com situações emergenciais. Segundo a Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado (Sbait), quase quatro mil crianças morrem no Brasil por conta de algum tipo de acidente.

Na maioria das vezes todos esses acidentes, como quedas, ferimentos, queimaduras, afogamentos, engasgos e acidentes de trânsito, podem ser evitados se o adulto conseguir avaliar que a situação oferece risco e saber como agir.

Cuidado pode salvar vidas

“Os primeiros socorros, em muitos casos, podem ser a diferença entre viver, morrer ou viver com sequela. É muito, mas muito importante que o leigo saiba o que fazer até a chegada de uma esquipe médica”, informou o presidente da Sbait, o cirurgião do trauma Tércio de Campos.

A lei surgiu a partir de um acidente sem final feliz. Em 2017, Lucas Begalli, de apenas 10 anos, saiu em uma excursão com a escola e durante o passeio morreu asfixiado depois de se engasgando com um cachorro quente. Desde então, a mãe do menino começou a lutar pela criação da lei que exigisse a capacitação de professores em técnicas de primeiros socorros.

Com a pandemia, fechamento das escolas e a impossibilidade de cursos presenciais, o governo federal montou um guia rápido de primeiros socorros para prevenção aos acidentes domésticos que pode ser acessado aqui.

Com Agência Brasil

Edição: Giovanna Fávero

Comentários