Sobrevivente de tragédia da Chapecoense volta a sofrer acidente grave

Erwin Tumiri Chapecoense
Familiares de Erwin Tumiri afirmaram que ele teve sorte e só sofreu lesões no joelho e arranhões nas costas (Reprodução/Redes sociais)

O boliviano Erwin Tumiri “recebeu uma nova chance”, ele que foi um dos seis sobreviventes da tragédia com o voo da Chapecoense, em 2016, voltou a se salvar de um grave acidente, mas, desta vez, terrestre. Tumiri estava em um ônibus que capotou em uma rodovia, perto da cidade de Ivirgarzama, na Bolívia, e deixou 21 vítimas fatais na madrugada dessa terça-feira (2).

Apesar do sério acidente, os familiares do boliviano afirmaram que ele teve lesões no joelho e arranhões nas costas, mas sem gravidade, de acordo com o G1. “Ele está estável, graças a Deus, mais uma vez ele foi salvo. Eu conversei com ele e ele disse que está bem. É com a força do Senhor, ele sempre cuida de nós e tem seu tempo” afirmou a irmã de Erwin, Lucia Tumiri, em entrevista ao jornal Los Tiempos.

No acidente aéreo da que levava a delegação da Chapecoense para a final da Copa Sul-Americana, ao todo 71 pessoas morreram na queda do avião.

Leia outras reportagens do Metrópoles, parceiro do BHAZ.

Comentários