Homem mata jovem, joga corpo em cisterna e alega motivação por dívida

Bombeiros retiram corpo de cisterna
Autor confessou que matou a jovem no domingo (Corpo de Bombeiros/Divulgação)

O corpo de uma jovem de 17 anos foi encontrado na manhã desta terça-feira (30) jogado em uma cisterna, no bairro Vila Antônio Narciso, em Montes Claros, no Norte de Minas. À Polícia Civil, um homem de 26 anos confessou ter matado a mulher no último domingo (28), além de pedir ajuda a um amigo de 21 anos para ocultar o corpo. A motivação seria, supostamente, uma dívida.

De acordo com o delegado Bruno Rezende, da Delegacia de Homicídios de Montes Claros, não há indicativos preliminares de que o autor e a vítima tinham algum relacionamento amoroso. “Esse autor, segundo ele, teria passagens por uso de drogas, e já sofreu uma tentativa de homicídio”, explica.

Bombeiros em cisterna
Bombeiros foram acionados para a remoção do corpo (Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Por volta das 11h30 de ontem, os bombeiros de Montes Claros desceram em segurança dentro da cisterna, e removeram o corpo da jovem, utilizando técnicas específicas e equipamentos adequados. Durante o processo de localização do corpo, a Polícia Civil encontrou um cachorro submetido a maus-tratos na casa do suspeito. Ele foi preso em flagrante delito pelo crime de maus-tratos e direcionado ao sistema prisional.

O cúmplice, de 21 anos, foi ouvido pela corporação e liberado. O corpo da vítima foi encaminhado ao IML (Instituto Médico-Legal), onde foi identificado e submetido a exames. As investigações da Polícia Civil continuam.

Edição: Roberth Costa
Sofia Leão
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco na editoria de Esportes no BHAZ.

Comentários