Bolsonaro sobre igrejas: ‘Último local procurado antes do suicídio’

bolsonaro igrejas chapecó
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou do fechamentos das igrejas por conta da Covid-19 (Reprodução/Metrópoles)

Em agenda em Chapecó (SC) na manhã desta quarta-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse esperar que o Supremo Tribunal Federal (STF) mantenha a liminar do ministro Kassio Nunes Marques, que permitiu a abertura de templos religiosos, ou que algum magistrado peça vistas para o assunto ser mais discutido.

“Eu espero que daqui a pouco — está previsto o Supremo Tribunal Federal julgar a liminar do ministro Kassio Nunes — ou que a liminar seja mantida ou que alguém peça vistas para que nós possamos discutir um pouco mais a abertura ou não de templos religiosos”, disse ele em discurso.

Em seguida, o mandatário afirmou que a abertura de igrejas é necessária tendo em vista o aumento nos índices de suicídio no Brasil e afirmou que, em um país de maioria cristã, o direito de culto deve ser assegurado. “Qual o último local que alguém procura antes de praticar um suicídio – que aumentou em muito no Brasil? São as igrejas. Quem não é cristão que não vá, mas não queira tirar o direito, a liberdade de quem quer procurar um pastor ou um padre”.

Leia a reportagem completa no Metrópoles, parceiro do BHAZ.

Comentários