Casal é assassinado após denunciar furto no interior de Minas

giroflex de viatura de polícia
Polícia Militar conseguiu prender o homem apontado como o autor do duplo homicídio (FOTO ILUSTRATIVA: fsHH/Pixabay)

Um casal foi encontrado morto debaixo do colchão de um imóvel em Jordânia, município do Vale do Jequitinhonha mineiro com cerca de 10 mil habitantes. A Polícia Militar informou que o autor do duplo homicídio foi um homem que teria sido denunciado pelo casal após realizar um furto. O suspeito já tinha sido preso por assassinato em outra ocasião. Os corpos foram encontrados nessa quinta (8) em avanço estado de decomposição.

Os militares foram informados, inicialmente, sobre a presença de um corpo em um imóvel no bairro Beira Rio. Quando chegou ao local, no entanto, a PM encontrou o homem, 57 anos, e a mulher, 37, mortos debaixo de um colchão. Testemunhas contaram que eles eram andarilhos, alcoólatras e brigavam com frequência. No ano passado, a mulher chegou a ferir o companheiro com golpes de faca por conta do uso de bebida.

A corporação chegou a cogitar que o casal pudesse ter discutido, mas a perícia constatou que ambos apresentavam sinais de agressão e perfurações feitos por faca na cabeça, pescoço e nas mãos. Além disso, foram colocados objetos em cima do colchão, como se o autor tivesse como objetivo esconder os cadáveres.

Denúncia de furto

A PM realizou buscas na região do Beira Rio para tentar chegar ao suspeito do crime e foi informada sobre um homem que poderia estar por trás do duplo homicídio. Após ir à casa do homem, os militares foram recebidos pela esposa do suposto autor, que contou ter percebido um comportamento estranho no marido na última segunda-feira (5).

Segundo o relato da mulher, o esposo chegou à residência trêmulo ao dizer que tinha feito o que precisava, mas sem entrar em detalhes. Uma faca foi guardada por ele debaixo de um travesseiro. A companheira ainda disse que o crime teria sido motivado por vingança após o casal denunciar um furto praticado pelo esposo em uma obra na região.

O homem levou escoras de madeira e treliças de ferro de uma construção. O fato foi comunicado ao pai do dono da obra e causou a fúria no esposo da mulher. Todos os relatos são baseados no registro policial. O andarilho, que denunciou o crime, chegou a ser ameaçado de morte pelo homem.

A ameaça também foi feita ao responsável pela obra, caso ele levasse o furto ao conhecimento da polícia.

Prisão

O suspeito do homicídio tentou fugir, mas acabou sendo preso. O homem tem passagem pela polícia e já foi preso por ter envolvimento na morte de uma pessoa na Bahia. A faca utilizada no crime foi apreendida e os corpos das vítima levados ao IML (Instituto Médico Legal) de Almenara, cidade localizada a 62 km de Jordânia.

O caso será investigado e a ocorrência foi encerrada na Delegacia de Polícia Civil de Jacinto.

Edição: Thiago Ricci
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários