Briga por orgia em casa alugada no Airbnb viraliza e diverte internautas

Após receber reclamações da dona da casa, jovem diz que anúncio no aplicativo deveria ter informação dizendo “proibido tr*par no local” (FOTO ILUSTRATIVA: Banco de imagens/Pixabay)

Viralizou nas redes sociais uma discussão entre a suposta dona de uma casa oferecida no aplicativo Airbnb e o locador do imóvel, após ele ter realizado uma orgia no local. Os áudios entre Verônica e Felipe chamaram atenção na web na tarde desta quarta (14), pela forma como a dona da casa ficou indignada com a situação.

O rapaz, por sua vez, se defendeu, dizendo que a mulher deveria ter colocado no título do anúncio que era “proibido fazer sexo no local”. E, é claro, a confusão gerou memes e diversos comentários engraçados entre os internautas.

A suposta história começou entre compartilhamentos dos áudios da discussão nos grupos de WhatsApp, em que os usuários disseram que Felipe “não estudou o regulamento do Airbnb”. A gravação com as falas do rapaz e da dona da casa circularam tanto que não dá para apontar de onde partiram.

Alguns internautas supõem que o locador do imóvel gravou vídeos da orgia, e que eles acabaram chegando até Verônica, e outros dizem que as imagens foram captadas pela câmera de segurança do local. No final das contas, Verônica descobriu e tirou satisfações com Felipe – em mensagens que também caíram nas redes.

“Você tem que ser claro na sua proposta, pergunta se na casa dá para tr*par. Você tem que perguntar para o anfitrião se tem um espaço que dá para os amigos que você convidar tr*parem com as mulheres que você vai convidar”, diz Verônica, no áudio. Ela insiste que o locador deveria questionar ao locatário se a casa possui espaço disponível para realizar a orgia, e que ele não poderia dizer que vai alugar a casa para um churrasco com os amigos e todos acabarem fazendo sexo.

Orgia ‘fere as regras do Airbnb’

“Você não pode locar a casa para fazer um churrasco de aniversário com seus amigos, que eram 15 e, de repente, você fazer da casa da pessoa um bordel, uma s*ruba, que tem homem pelado, mulher pelada em tudo quanto é lugar. Você não pode fazer isso dentro do Airbnb!”, exclama Verônica.

“Isso fere as regras do Airbnb, e você precisa saber disso! Não é assim! Nós estamos em tempo de pandemia, e você vai saindo tr*pando em tudo quanto é cama da casa?”, continua a dona do imóvel.

Verônica ainda diz que liberou um quarto da casa para Felipe dormir, já que ele alegou que não gostaria de voltar para casa após consumir bebidas alcóolicas. “Eu tinha liberado um quarto para você dormir porque você tinha me pedido, para que você não saísse bêbado daqui dirigindo. Eu liberei para você! Agora, sair tr*pando em tudo quanto é lugar da casa? O que é que é isso? Você ainda acha que você está certo?”, diz.

Indignada, a mulher ainda continua: “Aonde estamos, Felipe? Como é que você faz isso dentro de uma plataforma do Airbnb, que é uma plataforma séria? Pergunte para o anfitrião ‘olha, vou convidar amigos, e meus amigos vão tr*par, tem um quarto para tr*par? Eu já teria dito para você que aqui não era a casa”.

‘Em que mundo que tu vive?’

Em resposta às reclamações de Verônica, Felipe disse que a dona da casa não foi clara quanto às suas proibições no anúncio do imóvel na plataforma, e que a locatária foi ingênua em pensar que o rapaz e seus amigos não iriam fazer sexo no local. “Houve uma falta de clareza mas apenas da sua parte. Pelo o que eu estou entendendo você deveria ter colocado no título do seu anúncio ‘proibido tr*par no local'”.

“Agora me admira você imaginar que eu, um jovem, vou convidar 15 amigos para comemorar o meu aniversário na sua casa, pagando uma fortuna de diária sem ter a intenção de c*mer ninguém. Em que mundo que tu vive? Eu já transei em banheiro químico, Verônica, em obra de vizinho, eu não vou transar numa casa dessa que eu aluguei e que é uma fortuna? Pelo amor de Deus”, finalizou Felipe. Confira o áudio com a resposta do rapaz:

Caiu na rede…

Vários dos termos usados por Verônica e Felipe nos áudios entraram para os assuntos mais comentados da tarde de hoje (14), como “Airbnb”, “proibido trepar no local” e “o Felipe”. Os internautas se divertiram bastante com a história e, dentre os comentários feitos, muitos se dividiram entre ficar do lado da dona da casa ou do lado do rapaz. Os supostos vídeos da orgia também caíram na web, e esse detalhe não passou despercebido pelos tuiteiros de plantão. Veja um pouco da repercussão:

Mas afinal, pode ou não pode?

Após a polêmica, o BHAZ entrou em contato com o Airbnb para esclarecer se atividades sexuais, como orgias, podem acontecer nos imóveis que fazem parte do sistema. A plataforma informou que “está apurando o possível caso” e destacou que possui regras e Termos de Serviço.

Além disso, o Airbnb acrescentou que “anfitriões ou hóspedes que desrespeitem as políticas de uso estão sujeitos às medidas cabíveis”. No site oficial, a plataforma aponta que os anfitriões devem escrever no anúncio, de forma clara, as regras da casa.

Segundo a empresa, as regras servem para definir as expectativas dos locatários e “oferecem uma noção do seu estilo de hospedagem”. O Airbnb acrescenta que as regras “também ajudam os hóspedes a avaliar se o seu espaço é uma boa opção antes de reservar, o que pode criar uma experiência melhor. Como as regras da casa são muito importantes, ficam disponíveis para os hóspedes quando reservam”.

Edição: Giovanna Fávero
Andreza Miranda
Andreza Mirandaandreza.miranda@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários