Hulk faz 2 e Galo patina no fim, mas segura primeira vitória na Libertadores

galo vence primeiro jogo libertadores
O time mineiro vai dormir na liderança do Grupo H, com 4 pontos (Pedro Souza/ Atlético)

Com dois gols de Hulk, o Galo superou o América de Cali e garantiu 3 pontos importantes nesta noite de terça-feira (27) no Mineirão, em Belo Horizonte. O time alvinegro levou um gol, aguentou a pressão visitante no final do jogo e perdeu um jogador nos minutos finais, mas conseguiu segurar a vitória e respirar aliviado.

O time mineiro vai dormir na liderança do Grupo H, com 4 pontos, enquanto o vice-líder Cerro Porteño (3 pontos) só joga nesta quarta-feira (28). Para tentar embalar de vez, na próxima rodada da competição, o alvinegro recebe o próprio Cerro no Mineirão, nesta terça-feira (4), às 19h15.

Assustou

O jogo começou morno e o primeiro time a chegar bem foi o América de Cali, aos 11 minutos. O atacante Vergara armou contra-ataque rápido, bateu para o gol e o chute passou perto do gol de Everson. O Galo respondeu um minuto depois com Savarino pegando de longe, mas a bola subiu muito.

“Trave e goleiro”

O time alvinegro começou a crescer no jogo e quase abriu o placar na cobrança de falta de Savarino, a cabeçada de Guilherme Arana explodiu na trave. Aos 31, foi a vez de Keno pegar a sobra de fora da área, mas o goleiro Graterol fez grande defesa. 

Nossa, o que rolou?!

O Galo chegou bem de novo aos 36, num lance inacreditável. Arana fez um lançamento longo, o arqueiro do clube colombiano tentou defender, se atrapalhou todo, a bola bateu na trave duas vezes… e não entrou. Já no final do primeiro tempo, aos 41, Savarino entregou para Tchê Tchê, o meia chutou de fora, mas a bola foi rente à trave.

2T “ligado no 220”

A animação atleticana continuou na volta para a segunda etapa. O atacante Hulk saiu do banco de reservas e logo no primeiro minuto, cruzou com perigo para a área, mas a bola passou perto dos jogadores. Apenas 2 minutos depois, Nacho cobrou uma falta perigosa, obrigando o goleiro a espalmar para escanteio.

2 vezes Hulk!!! 

O Hulk estava animado, hein? Na marca dos 12 do 2T, o atacante invadiu a área e foi derrubado pelo goleiro Graterol ao tentar fazer o drible: penalidade máxima no lance! O próprio Hulk cobrou direto para as redes, abrindo o placar para o Galo no Mineirão. Não demorou muito para a vantagem crescer: apenas 4 minutos depois, numa linda jogada, Keno tocou bonito para Savarino, que deu assistência de calcanhar para o super-herói alvinegra fazer o segundo dele (e do Galo) na partida.

A pressão era total, e por pouco, o Galo não fez mais gols aos 21, 22 e 23 minutos do 2T. Os chutes de Keno e Savarino e a cabeçada de Hulk pararam nas ótimas defesas do goleiro Graterol.

O visitante diminui

Porém, quem não fez mais… levou um. O América de Cali diminuiu aos 31 depois que Tchê Tchê vacilou e perdeu a bola para Sánchez próximo à área. O meia aproveitou o presente e chutou firme direto para as redes.

Com o gol, o time colombiano tentou crescer no jogo e quase conseguiu o empate. Aos 41, Vergara chutou de longe e a bola foi pertinho da trave. Só um minuto depois, o mesmo jogador tentou novamente e Everson agarrou. Já nos acréscimos, Nathan foi expulso e o América de Cali levou perigo com uma falta no cantinho… mas o Galo conseguiu segurar as pontas e a massa atleticana comemorou aliviada com os 3 pontos. Ufa!

Edição: Roberth Costa
Beatriz Kalil Othero
Beatriz Kalil Otherobeatrizkof@gmail.com

Mineira de BH, graduanda em jornalismo pela UFMG e fascinada por futebol, dentro e fora das quatro linhas. Cobre os jogos dos times mineiros como repórter freelancer para o BHAZ.

Comentários