Apoiador de Bolsonaro, Zema critica postura do presidente na pandemia: ‘Faltou humildade’

governador zema presidente bolsonaro
Zema fez críticas à postura de Bolsonaro diante da pandemia (Marcos Corrêa/PR)

Apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), comentou a forma como o chefe do Executivo lidou com a pandemia de Covid-19. Segundo Zema, faltou ao presidente “humildade” para ouvir especialistas no combate ao novo coronavírus. A fala ocorreu durante o evento Transforma Minas, realizado pela Fecomércio-MG (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) nesta quarta-feira (28).

“Vejo que falta um pouco de humildade, de reconhecer o trabalho dos especialistas”, disse Zema sobre Bolsonaro. E emendou: “não é porque alguém foi eleito que pode jogar esse conhecimento [de especialistas] fora ou desconsiderá-lo”.

“No Brasil, infelizmente, tivemos uma liderança que até agora manteve uma postura que contribuiu para confundir a população”, disse o governador Zema. “O governo federal sinaliza uma coisa; os Estados, outra; os municípios, outra. Tudo isso criou um pandemônio em termos de comunicação para a população”, argumentou em outro momento.

Durante o discurso, o governador mineiro disse ter sofrido críticas por endurecer medidas de restrição contra a Covid, entre março e abril, quando o sistema de saúde de Minas apresentou sinais de colapso, além de defender o isolamento social. “Eu escutei de pessoas, inclusive esclarecidas, que a questão do isolamento social é uma ficção. Eu sei que ela não resolve a pandemia, mas ela evita, sim, que no meio de um colapso de saúde as pessoas morram no meio da rua por falta de atendimento médico”, afirmou Zema.

CPI da Covid

Apesar da crítica a Bolsonaro, Zema declarou ser contrário à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Pandemia, instalada no Senado ontem (27). Segundo o governador, os parlamentares deveriam “focar em outros problemas”. “Não é hora de se instaurar uma CPI. No Brasil, existem outros órgãos mais competentes para investigar. Os parlamentares deveriam focar em resolver outros problemas”, opinou.

Roberth Costa
Roberth Costaroberth.costa@bhaz.com.br

Editor do BHAZ desde junho de 2018 e repórter desde 2014. Participou do processo de criação do portal em 2012. É formado em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Promove. Participou de reportagens premiadas pela CDL/BH em 2018 e 2019, além figurar entre os finalistas do prêmio Sindibel, também em 2019.

Comentários