Líder isolado! Em atuação mágica, Galo aplica goleada no Cerro Porteño

atlético
Galo superou mais um adversário e se mantém isolado na liderança (Pedro Souza/Atlético)

O Galo deitou e rolou para cima do Cerro Porteño nesta noite de terça-feira (4) no Mineirão, em Belo Horizonte. A goleada por 4 a 0 animou bastante a torcida atleticana, que ficou satisfeita com a atuação entrosada dos comandados por Cuca. Afinal, o time pulou para a liderança do Grupo H da Libertadores, e agora tem 7 pontos ganhos. O segundo colocado, justamente o Cerro, está com 4. Na próxima rodada, o alvinegro busca a terceira vitória seguida na competição contra o América de Cali, na quinta-feira que vem (13), na Colômbia.

É o Incrível Hulk

O Galo começou o jogo tentando ficar com a bola por mais tempo. Já no primeiro ataque, aos 8 minutos, veio o gol: a zaga do Cerro Porteño “dormiu no ponto” e Savarino aproveitou o presente. O atacante cruzou, a zaga tentou tirar, mas a bola caiu nos pés de Hulk: o artilheiro não perdeu a chance de ouro, e mandou para o fundo das redes, abrindo o placar para o Galo.

Lá e cá

O Cerro tentou não se abalar com o gol, e aos 15, o meia Aquino testou de longe e a bola ameaçou o gol de Everson. Apenas 2 minutos depois, veio a resposta atleticana: Nacho pegou a sobra de fora da área e mandou uma bomba, mas o goleiro espalmou o chute do argentino. Mas depois do bom começo, o jogo esfriou, com ambos os times errando passes e tendo dificuldades para concluir os ataques. Até que o 1T melhorou no final: aos 41, Tchê Tchê fez grande jogada e achou Savarino livre para cruzar, mas a zaga tirou.

“SavaHulk” neles!

O time da casa empolgou tanto que ainda conseguiu ampliar a vantagem no último minuto do 1T. Aos 46, após outra ótima jogada de Tchê Tchê, Savarino tocou para Hulk na saída do goleiro e o super herói só precisou tocar de cabeça para o gol livre. Foi o 6º dele em 12 jogos com a camisa alvinegra. A fase dele é incrível: só nas últimas 4 partidas, foram 5 gols, 2 assistências e 2 pênaltis sofridos.

Inacreditáaavel

Logo no primeiro minuto do 2T, um lance impressionante que quase resultou no 3º gol do Galo. No cruzamento de Nacho, Savarino pegou um lindo voleio e o goleiro espalmou. Da pequena área, Tchê Tchê mandou no travessão.    

O Cerro assustava de vez em quando e chegou bem aos 18. A bola sobrou viva na área, Morales tentou cabecear, a bola ia entrando… mas Junior Alonso tirou de lá.

+1 pra conta

O elenco atleticano estava dando um show de entrosamento, e aos 27 do 2T, mais uma bonita jogada resultou em gol. Nacho roubou a bola e passou para Hulk, que fez o pivô para Tchê Tchê. O volante deu um lindo passe para Savarino na área, ele chutou rasteiro no fundo das redes para fazer o seu primeiro gol na temporada e o 3º do Galo no jogo.

Virou passeio

No “apagar das luzes”, ainda deu tempo para mais um gol do Galo. Já nos acréscimos, aos 46, Guilherme Arana fez cruzamento perfeito para Vargas. O chileno mandou de cabeça no cantinho, decretando a goleada atleticana: 4 a 0 para o líder isolado do Grupo H da Libertadores.

Edição: Roberth Costa
Beatriz Kalil Othero
Beatriz Kalil Otherobeatrizkof@gmail.com

Mineira de BH, graduanda em jornalismo pela UFMG e fascinada por futebol, dentro e fora das quatro linhas. Cobre os jogos dos times mineiros como repórter freelancer para o BHAZ.

Comentários