Polícia desvenda depredação e descobre que menino de 10 anos quebrou escolares em MG

Ônibus escolar
Criança usou um martelo de emergência, disponível no interior dos veículos (Prefeitura de Poço Fundo/Divulgação)

Um inquérito instaurado para apurar atos de vandalismo em ônibus escolares da Prefeitura de Poço Fundo, no Sul de Minas, concluiu que uma criança de 10 anos de idade seria a responsável pelos danos registrados em sete veículos, no dia 27 de fevereiro deste ano, de acordo com a Polícia Civil.

Investigações da corporação apontam que a criança teria utilizado um martelo de emergência, disponível no interior dos ônibus escolares, para quebrar diversos vidros de janelas e portas. Ainda segundo a apuração da polícia, outras duas crianças acompanharam a ação e presenciaram parte do ocorrido.

O inquérito policial foi concluído e remetido à Justiça, que irá enviar o procedimento para análise do Ministério Público, responsável pela manifestação sobre possíveis medidas específicas de proteção sobre a criança, conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), em especial o art. 101.

A investigação foi realizada pela equipe da Delegacia de Polícia Civil em Poço Fundo.

Com PCMG

Edição: Roberth Costa
Sofia Leão
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco na editoria de Esportes no BHAZ.

Comentários