Agressor é preso em BH após ex-namorada denunciar violência doméstica

Viatura Polícia Civil
O homem teria cortado o cabelo da vítima e a atingido com chutes e socos (Amanda Dias/BHAZ)

Um homem de 32 anos foi preso na segunda-feira (3), por lesão corporal, ameaça cometidas contra a ex-namorada e descumprimento de medida protetiva, depois que a vítima denunciou as agressões por meio do Disque 180. De acordo com a Polícia Civil, ela relatou as violências sofridas com recorrência no dia 28 de abril, e o agressor foi preso no bairro Santa Terezinha, na região da Pampulha, em Belo Horizonte.

Segundo denúncia da vítima, o homem teria cortado seu cabelo e a atingido com chutes e socos, deixando-a com dentes quebrados e diversos hematomas por todo o corpo, sendo necessário atendimento médico. A mulher, que possui medida protetiva contra o ex-namorado, ainda disse que o homem possuía uma arma de fogo e já havia a ameaçado com ela.

Depois de receber os relatos, na última sexta-feira (30), a equipe de policiais da Central de Apuração de Denúncia, do Departamento Especializado de Investigação, Orientação e Proteção à Família (Defam) foi até a casa da mulher para apurar a denúncia. Diante das marcas deixadas pelas agressões, os policiais acompanharam a vítima até a delegacia, onde ela foi acolhida por psicólogo e prestou depoimento.

Devido à gravidade dos ferimentos, à reincidência do descumprimento da medida protetiva e às ameaças, a delegada de plantão Amanda Machado Celestino emitiu a guia para exame de corpo de delito e pediu a prisão preventiva do investigado. O pedido foi deferido no domingo e a prisão foi efetivada pela Polícia Civil.

De acordo com a delegada, “é de extrema importância a atuação rápida nesses casos sensíveis. Especialmente quando a mulher já tem uma medida protetiva de urgência e o agressor insiste em descumprir”.

Onde conseguir ajuda?

Caso você seja vítima ou conheça alguém que precise de ajuda, pode fazer denúncias pelos números 180, 181, 197 ou 190. Além deles, veja alguns outros mecanismos de denúncia:

Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher: av. Barbacena, 288, Barro Preto | Telefones: 181 ou 197 ou 190

Casa de Referência Tina Martins: r. Paraíba, 641, Santa Efigênia | 3658-9221

Nudem (Núcleo de Defesa da Mulher): r. Araguari, 210, 5º Andar, Barro Preto | 2010-3171

Casa Benvinda – Centro de Apoio à Mulher: r. Hermilo Alves, 34, Santa Tereza | 3277-4380

Aplicativo MG Mulher: Disponível para download gratuito nos sistemas iOS e Android, o app indica à vítima endereços e telefones dos equipamentos mais próximos de sua localização, que podem auxiliá-la em caso de emergência. O app permite também a criação de uma rede colaborativa de contatos confiáveis que ela pode acionar de forma rápida caso sinta que está em perigo.

Seja qual for o dispositivo mais acessível, as autoridades reforçam o recado: peça ajuda.

Com PCMG

Edição: Giovanna Fávero
Sofia Leão
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco na editoria de Esportes no BHAZ.

Comentários