Bial faz comentário transfóbico em entrevista com Ronaldo e ativistas reagem

Pedro Bial transfobia
Em entrevista com jogador Ronaldo, apresentador e entrevistado fizeram comentários considerados preconceituosos (Reprodução/Rede Globo)

O apresentador Pedro Bial causou indignação à comunidade LGBTQIA+ e, em especial, a pessoas transgênero nos últimos dias. Em entrevista com Ronaldo Fenômeno no programa Conversa com Bial exibido na última sexta-feira (21), o apresentador se referiu de forma transfóbica a mulheres trans e travestis ao relembrar uma polêmica da carreira do ex-jogador.

Além de tratá-las com o pronome masculino, Bial associou o sexo com mulheres trans/travestis como uma forma de “querer chamar atenção”. As críticas surgiram por causa de um trecho da entrevista em que o apresentador relembrou um episódio de 2008, quando o jogador foi acusado por uma travesti de não pagar por um encontro íntimo.

A abordagem dispensada ao assunto logo virou alvo de críticas, assim como a resposta de Ronaldo, que defendeu que só se envolveu com uma pessoa trans na ocasião por “falta de terapia” e “abuso de álcool”.

“Isso já foi falado. É uma coisa que me incomoda, mas só fiz mal a mim mesmo. Eu precisava era da Tábata [sua terapeuta atual] naquele momento fazendo a minha terapia. Foi um momento muito difícil, com certeza ligada ao álcool. Foi um momento muito difícil para mim naquela época”, diz Ronaldo.

Repercussão negativa

Após a exibição da entrevista, ativistas da comunidade LGBTQUIA+ se manifestaram pelas redes sociais e cobraram mais responsabilidade do apresentador. A artista Linn da Quebrada chegou a falar sobre o comportamento de Pedro Bial, e disse que, mesmo a tendo recebido como convidada no programa em oportunidade anterior, ele continuava cometendo “erros tão irresponsáveis”.

“É um absurdo, mesmo depois de ter entrevistado a mim e ter acesso a tanta informação, ainda assim, o Bial se permitir erros tão irresponsáveis e crueis”, disse Linn. “Uma transfobia que corrobora com todo processo de marginalização ligado às nossas identidades. Inadmissível”, finalizou. Duda Salabert (PDT), vereadora mais votada da história de BH, também comentou sobre o episódio.

A produtora de conteúdo Ana Flor complementou e criticou as falas transfóbicas no programa, já que Bial “é visto como um intelectual por muitas pessoas”. A também criadora de conteúdo Alina Durso chegou a publicar um vídeo no Instagram explicando o porquê das falas de Pedro Bial e Ronaldo serem carregadas de preconceito. Confira:

Edição: Giovanna Fávero
Jordânia Andrade
Jordânia Andradejordania.andrade@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde outubro de 2020. Jornalista formada no UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) com passagens pelos veículos Sou BH, Alvorada FM e rádio Itatiaia. Atua em projetos com foco em política, diversidade e jornalismo comunitário.

Comentários