IBGE publica novo edital de concurso com quase 400 vagas para agente temporário

Manual do IBGE
Previsão é que agentes cumpram as demandas por cinco meses (Tomaz Silva/Agência Brasil)

Mais uma vez, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou edital de concurso para preencher vagas remanescentes para agente censitário, para atuação no Censo 2022. Desta vez, são 398 oportunidades temporárias, conforme publicação nessa segunda-feira (25).

A previsão é que os agentes cumpram as demandas pelo período de cinco meses, que poderão ser prorrogados de acordo com as atividades e com os recursos disponíveis pelo instituto. As inscrições para o concurso devem ser feitas no site do IBGE, até amanhã (27).

Para agente censitário municipal, o IBGE disponibilizou 119 vagas. Já para a função de supervisor, 279 funcionários serão contratados. O instituto exige, entre outras documentações, comprovante de conclusão do ensino médio e habilidades com planilhas digitais.

Os salários vão de R$ 1,7 mil a R$ 2,1 mil, com auxílio transporte e auxílio alimentação. A carga horária é de 8 horas diárias. As oportunidades estão distribuídas por 239 cidades em 14 estados, incluindo municípios como Nova Serrana e Santo Antônio do Monte, em Minas Gerais.

Este é o 13° edital de concurso publicado pelo IBGE neste ano, com vagas remanescentes que não foram preenchidas nos últimos concursos. Em janeiro, o instituto liberou as inscrições para mais de 200 mil oportunidades para atuação no Censo 2022.

Central de atendimento

O IBGE divulgou ainda ontem que o O Censo 2022 terá uma central telefônica exclusiva para esclarecer as dúvidas da população durante a coleta domiciliar, que começa na próxima segunda-feira (1º). O Centro de Apoio ao Censo (CAC), disponível via 0800 721 8181, terá 180 agentes censitários para auxiliar a população a preencher o questionário por internet ou telefone.

Após uma visita inicial obrigatória, na qual o recenseador registrará as coordenadas de cada endereço, o morador poderá fazer a escolha pelo autopreenchimento via internet. A partir daí, será gerado um e-ticket, com prazo de validade de sete dias, para que a pessoa responda ao questionário online.

“No segundo dia, vai haver um disparo por SMS e e-mail para a pessoa. No quarto dia, nós vamos ligar e verificar por que a pessoa não começou a preencher ou, caso ela tenha começado, por que ela não continuou, se houve alguma dúvida ou se ela perdeu o e-ticket”, explica a coordenadora do Centro de Entrevista Telefônica Assistida por Computador do IBGE, Andrea Salvador.

Se o informante mantiver sua escolha pelo preenchimento via internet, o CAC tentará o contato uma última vez no sexto dia. Se o prazo de sete dias expirar e o questionário permanecer sem resposta, o domicílio retorna aos aparelhos dos recenseadores para que possa ser realizada uma entrevista presencial.

Outra novidade do Censo 2022 será a possibilidade de preenchimento por telefone, processo pelo qual o CAC também é responsável. Após a visita para o cadastramento do endereço e de pelo menos um contato com o morador, ele poderá escolher responder por telefone. É só conceder uma autorização ao agente para que ele preencha o questionário junto ao entrevistado.

Censo 2022

Cerca de 213 milhões de habitantes, em mais de 70 milhões de domicílios, serão visitados pelos recenseadores nos 5.570 municípios do país neste ano.

O Censo 2022 revelará as características dos domicílios, identificação étnico-racial, nupcialidade, núcleo familiar, fecundidade, religião ou culto, deficiência, migração interna ou internacional, educação, deslocamento para estudo, trabalho e rendimento, deslocamento para trabalho, mortalidade e autismo.

Realizada a cada dez anos, a pesquisa é a principal fonte de referência sobre as condições de vida da população em todos os municípios do país.

Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde 2019 e graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Participou de reportagens premiadas pelo Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados, pela CDL/BH e pelo Prêmio Sebrae de Jornalismo em 2021.

Comentários