Senac e Governo de Minas oferecem mais de 800 vagas em cursos de TI e preparação ao mercado de trabalho

Computador
Pré-inscrição deve ser feita pela internet (FOTO ILUSTRATIVA: Banco de imagens/Enato Elements)

O Senac acaba de firmar uma parceria com o Governo de Minas para execução de dois projetos em Belo Horizonte (nas unidades do Centro e Venda Nova), Betim e Contagem, na região metropolitana, que irão oferecer, juntos, 800 vagas em cursos gratuitos. São eles: Minas Programando, destinado à formação de profissionais para a área de TI (Tecnologia da Informação), e Empreenda Jovem, destinado prioritariamente a pessoas com 18 a 29 anos.

Moradores de Confins, Nova Lima e Santa Luzia, na Grande BH, também podem se inscrever no Empreenda Jovem. As aulas acontecerão de forma remota e os interessados deverão realizar um pré-cadastro por meio dos links: Minas Programando e Empreenda Jovem. Após o preenchimento, haverá uma seleção pela equipe do Governo de Minas de acordo com os critérios estipulados.

“Mais uma vez o Senac firma parcerias importantes com o Governo de Minas, com o objetivo de compartilhar a expertise da instituição em prol de uma sociedade mais justa. Contamos com profissionais qualificados e atualizados, com forte atuação no mercado, além de um modelo pedagógico diferenciado, com foco em inovação, prática e em alinhamento com as necessidades do mercado”, afirma Daniel Pires, superintendente de Negócios do Senac.

“Acreditamos que, unindo forças, podemos atingir um público ainda maior e reforçar o papel do Senac, de transformar vidas por meio da educação”, complementa.

Sobre os projetos

O período de inscrição será até o dia 2 de novembro. A previsão é que as aulas se iniciem em novembro de 2021 e vão até junho de 2022.

Minas Programando

O foco do Minas Programando, projeto idealizado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), é atender a demanda do segmento de Tecnologia da Informação por meio da qualificação profissional dos mineiros e do fomento de uma maior participação de mulheres na área.

O objetivo é promover a inclusão digital e produtiva de públicos vulneráveis atendidos pela Secretaria. A oferta de cursos do Senac contempla o desenvolvimento de competências e habilidades socioemocionais orientadas para o desenvolvimento do indivíduo, além de mentoria e seminários. Administrador de Banco de Dados, Administrador de Redes, Operador de Computador, Programador Web e Programador de Sistemas são alguns dos cursos ofertados pelo programa.

Para Camila Amaral, coordenadora do Minas Programando e assessora técnica na Diretoria de Articulação e Planejamento da Educação Profissional, da Sedese, a parceria com o Senac será uma oportunidade de oferecer o programa a um número maior de pessoas e municípios. “Ficamos muito tranquilos em poder contar com a expertise do Senac, tanto do ponto de vista dos cursos ofertados quanto em relação ao apoio socioemocional que também é uma frente importante do programa”, disse.

“Também contamos com o Senac na sensibilização e encaminhamento dos alunos e com a estrutura física das unidades, pois quem não tiver equipamento poderá utilizar os computadores da instituição para a realização dos cursos, outro ponto positivo da nossa parceria”, afirma.

Empreenda Jovem

Já o projeto Empreenda Jovem tem o objetivo de, por meio de cursos de qualificação com foco no mercado de trabalho, atender prioritariamente a jovens de 18 a 29 anos com o intuito de reduzir as vulnerabilidades e o risco social, ampliando as oportunidades de inclusão produtiva e geração de renda, preparando esse público para o desenvolvimento de novos negócios. Assistente Administrativo, Assistente Logística, Estoquista, Vendedor, E-commerce e Web Designer são os cursos disponibilizados.

Sobre o Senac em Minas

O Senac tem 41 unidades educacionais distribuídas no estado e 12 carretas móveis que reproduzem os ambientes das salas de aula.

O Senac oferece opções de cursos livres, técnicos, graduação e MBA, que permitem uma formação complementar transversal, o chamado itinerário formativo. O aluno pode traçar sua trajetória partindo dos cursos de formação inicial chegando ao ensino superior ou vice-versa. Além disso, tem uma variedade de segmentos de atuação, como gestão, saúde, gastronomia, comércio, idiomas, tecnologia da informação, moda, segurança, beleza, meio ambiente, turismo, design e produção de alimentos.

Edição: Vitor Fernandes

Comentários