Lewandowski dá 48h para Saúde informar data de início da vacinação contra a Covid

vacina covid teste china
Vacinação contra Covid-19 vira tema central em todo o mundo (Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

O ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski deu neste domingo (13) prazo de 48 horas para que o Ministério da Saúde informe uma data de início e de término de seu plano de vacinação da população contra a Covid-19.

“Intime-se o Senhor Ministro de Estado da Saúde para que esclareça, em 48 (quarenta e oito) horas, qual a previsão de início e término do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid – 19, inclusive de suas distintas fases”, escreveu o ministro em seu despacho, endereçado também à Advogacia-Geral da União.

No sábado, o STF divulgou ter recebido um plano de vacinação do governo, mas o documento não apresenta prazo de início e término. A Saúde diz que isso só será possível após aprovação de alguma vacina pela Anvisa.

No início do mês, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que seria possível começar a vacinação contra a Covid-19 em caráter emergencial da população em dezembro ou janeiro (relembre aqui).

O plano de vacinação chegou ao STF (Supremo Tribunal Federal), mas já surge com polêmica. Pesquisadores citados no documento afirmam que não deram aval ao Governo para tal. Já o Governo, por sua vez, diz que os cientistas estavam cientes de que havia um prazo de entrega do relatório ao STF.

Folhapress
Folhapress

A Folhapress é a agência de notícias do Grupo Folha, uma das mais tradicionais do país. Comercializa e distribui diariamente fotos, textos, colunas, ilustrações e infográficos.

Comentários