Covid: Transmissão e ocupação de UTIs sobem e cenário segue em alerta em BH

ocupação UTIs alta em BH
O indicador da UTIs permanece no nível vermelho e máximo de alerta (Amanda Dias/BHAZ)

Belo Horizonte segue com a taxa de transmissão da Covid-19 considerado “ideal” dentro dos parâmetros da Secretaria Municipal de Saúde, mas o índice registrou aumento nesta quarta-feira (9). Já ocupação das UTIs (Unidade de Terapia Intensiva), que também subiu, e leitos de enfermagem estão em nível de alerta.

Segundo o Boletim Epidemiológico Assistencial da PBH (Prefeitura de Belo Horizonte), divulgado hoje, a taxa de transmissão está em 0,94. Este índice aponta o número médio de transmissão por infectado (Rt). Quando ele fica acima de 1, ele representa um alerta para a cidade, de acordo com infectologistas. A taxa indica quantas pessoas um paciente contaminado pelo novo coronavírus tem potencial para infectar.

Já a ocupação dos leitos de UTI exclusivos para o tratamento da Covid-19, que ontem (8) estava 76,6%, subiu para 77,7% nesta quarta. O indicador permanece no nível vermelho e máximo de alerta. Entre os leitos de enfermaria destinados aos pacientes com a doença, a ocupação era de 61,6% e hoje caiu para 60,5%. Com isso, o índice segue em nível amarelo de alerta.

Vacinação na capital

Belo Horizonte soma 217.472 casos confirmados de Covid-19 e 5.290 mortes em decorrência da doença. Além disso, são 7.249 casos em acompanhamento e 204.933 pessoas já se recuperaram da infecção pelo novo coronavírus.

O número de pessoas vacinadas com a primeira dose é de 928.488, e 408.489 com a segunda. Os números apontam que 45,6% do público alvo receberam a primeira dose, e apenas 20,0% conseguiu garantir a imunização efetiva contra o vírus.

Indicadores da Covid-19 em BH desta quarta-feira (Reprodução/PBH)

Números ajudam na flexibilização

Com as últimas melhoras nos números da Covid-19 em BH, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) decidiu flexibilizar ainda mais o funcionamento de bares e restaurantes da capital, além de anunciar a volta às aulas presenciais para alunos do ensino fundamental.

Em entrevista coletiva feita na tarde de hoje, o prefeito também informou que, a partir deste fim de semana, bares e restaurantes vão poder funcionar até as 22h e afirmou que a PBH (Prefeitura de Belo Horizonte) está em negociação com o setor de eventos.

“As escolas, as infantis já abertas, e as fundamentais, como vamos vacinar professores, há um tempo para elas [as vacinas] fazerem efeito. A partir do dia 21, elas retornam a volta presencial dentro dos protocolos”, disse Kalil. O prefeito reforçou que “os números estão permitindo” todas as novidades anunciadas hoje (leia aqui).

Edição: Giovanna Fávero
Jordânia Andrade
Jordânia Andradejordania.andrade@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde outubro de 2020. Jornalista formada no UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) com passagens pelos veículos Sou BH, Alvorada FM e rádio Itatiaia. Atua em projetos com foco em política, diversidade e jornalismo comunitário.

OLHO NA DICA PARA ECONOMIZAR

Na sede do BHAZ, economizamos todos os meses na conta de energia por meio de uma operação regulamentada pela ANEEL e ainda desconhecida por muitos consumidores. E o melhor: não tivemos nenhum custo extra para ter acesso a esse desconto. Por isso, damos esta dica para quem mora em qualquer cidade de Minas Gerais.

Sua conta de luz pode ficar até 15% mais barata com a Metha Energia. Faça agora seu cadastro, é 100% DIGITAL e GRATUITO. Clique no botão abaixo e simule direto seu desconto mensal. Caso queira saber mais sobre a tecnologia, leia este conteúdo que explica em detalhes a operação.

Comentários