Criança viraliza com invertida ao pedir cozinha de brinquedo e ouvir que é ‘coisa de menina’

menino cozinha brinquedo
Menino pede cozinha de brinquedo e dá lição importante aos pais (Reprodução/Redes sociais)

As crianças podem nos ensinar coisas novas – ou nem tão novas – todos os dias. Um pequeno estudante de uma escola infantil deu uma verdadeira aula de que cores e profissões não são sinônimo de gênero. Após pedir uma cozinha de brinquedo, o menino ouviu dos pais se tinha certeza que era isso que queria, pois seria um “brinquedo de menina”. A resposta do garoto viralizou nas redes após a escola compartilhar a situação. As informações são do site Viralistas.

“Meu filho me pediu uma cozinha de brinquedo, meu esposo e eu lhe dissemos: ‘Tem certeza? Isso é para meninas meu amor’”, disse a mãe na postagem. O que ela não esperava, era uma resposta tão madura e direta do filho, que disse: “Eu não quero ser menina mãe, serei CHEF”.

Os pais ficaram um pouco sem graça com a resposta do filho. Com a insistência do pequeno, eles compraram a cozinha na cor azul, para tentar adequar a seus ensinamentos. Quando o menino respondeu que não queria ser menina, mas cozinheiro profissional, os pais entenderam seu erro. Brinquedos não se destinam a nenhum gênero.

Reprodução/Facebook

A escola que recebeu o comentário dos pais da criança aproveitou para fazer uma postagem e parabenizá-los. Outras pessoas também expressaram sua admiração pelos pais por sua reação e aceitação.

Outros pais também viveram experiências semelhantes com seus filhos e as compartilharam com a satisfação de ter feito a coisa certa ao ouvir os filhos sem julgá-los. “Meu filho também me pediu uma cozinha de brinquedo pelo mesmo motivo, comprei sem medo. Temos que nos desconstruir sempre”, disse uma mãe.

Vitor Fernandes
Vitor Fernandesvitor.fernandes@bhaz.com.br

Editor e repórter do BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva do Portal UOL. Com reportagens vencedoras nos prêmios CDL (2018 e 2019) e Sindibel (2019).

Comentários