Detentos já produziram quase seis milhões de máscaras para a população mineira

Detentos em Minas produzem mascaras contra Covid-19
Detentos contribuem para o combate à Covid no estado (Sejusp/Divulgação)

Detentos de unidades prisionais de Minas Gerais já produziram quase seis milhões de máscaras de proteção individual. A produção tem sido realizada desde abril de 2021, nas mais variadas regiões do estado, em campanha do Governo de Minas, Fundação João Pinheiro (FJP), Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), entre outras instituições. Os equipamentos contra a Covid-19 já atenderam a população de 12 municípios, sendo um deles a capital mineira.

Os itens são distribuídos prioritariamente para as forças de segurança, que seguem com seu trabalho de forma ininterrupta, e também para hospitais, asilos e servidores municipais de prefeituras que possuem parceria com a Sejusp. Balanço do governo estadual indica que a produção acumulada soma quase seis milhões de unidades, sendo que foram distribuídas 500 mil, até o momento, para a população de 12 cidades nos meses de maio e junho deste ano.

A distribuição ocorreu em Belo Horizonte, Araçuaí, Capelinha, Contagem, Curvelo, Diamantina, Manhuaçu, Ouro Preto, Paracatu, Patos de Minas, Ponte Nova, Unaí e Vespasiano. Desta forma, além da capital, o equipamento também chegou na Grande BH, no Vale do Jequitinhonha, na região Central, na Zona da Mata, no Noroeste de Minas, e no Alto Paranaíba.

A previsão é de que mais meio milhão de itens sejam distribuídos nos próximos meses em outras cidades. A iniciativa atrai muitas empresas e instituições públicas, que se tornaram parceiras e vêm doando insumos para a confecção das máscaras. Segundo o governo, galpões se tornaram verdadeiras fábricas repletas de linhas, tecidos e com máquinas espalhadas por toda parte.

‘Reintegração social’

Para o diretor de Trabalho e Produção do Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG), Paulo Duarte, poder participar da campanha. tem despertado em todos o sentimento de cooperação, responsabilidade social e, para os internos, reintegração social.
 
“É muito valoroso para nós, como servidores públicos e policiais penais, perceber que podemos fazer a diferença além dos muros das unidades. Os detentos ficam satisfeitos em ajudar a sociedade e contribuir de alguma forma neste momento tão difícil para todos”, detalha. Segundo Paulo, a produção fabril continua para que mais máscaras possam ser distribuídas para a população.

Além da Sejusp, por meio da Polícia Penal, e a Fundação João Pinheiro, participam da campanha a SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde), a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, o CBMMG (Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais), a PM (Polícia Militar) e a Empresa Mineira de Comunicação. Outras ações e iniciativas de distribuição também têm sido realizadas pela Polícia Penal, em parceria com a PM, Polícia Civil, CBMMG e demais instituições parceiras em outros municípios mineiros.

A iniciativa faz parte da Campanha de Conscientização e Distribuição de Máscaras do Plano Minas Consciente, do Governo de Minas, no enfrentamento ao novo coronavírus. Além da confecção do equipamento, a projeto visa alertar a população sobre a necessidade do uso contínuo de máscaras de proteção.

Com Agência Minas

Edição: Vitor Fernandes

Comentários