Em mês do Orgulho LGBTI+, Uefa veta ação contra homofobia em estádio

UEFA veta arco-íris estádio
Pelas redes sociais, a arena explicou que vai iluminar estádio em outra data (Reprodução/@allianz/Instagram)

A UEFA, órgão que administra o futebol europeu, recusou o pedido do conselho da cidade de Munique para iluminar a Allianz Arena com as cores do arco-íris durante um evento da Eurocopa. A ação foi proposta como forma de apoio ao mês do orgulho LGBTQUIA+ e combate à LGBTfobia.

A iluminação seria feita amanhã (23), durante disputa entre Alemanha e Hungria, pela Eurocopa. A proposta de iluminação veio como forma de protesto da Prefeitura de Munique contra uma lei aprovada recentemente pelo parlamento da Hungria, que impede que jovens do país recebam informações sobre sexualidade.

Em nota, a Uefa diz que vetou a iniciativa por considerá-la um ato político. “De acordo com seus estatutos, a Uefa é uma organização politicamente e religiosamente neutra. Dado o contexto político, a Uefa rejeitou o pedido”, disse a organização.

“Racismo, homofobia, sexismo e todas as formas de discriminação são uma mancha em nossas sociedades – e representam um dos maiores problemas enfrentados nos jogos atualmente. O comportamento discriminatório prejudicou os próprios jogos dentro e fora dos estádios, no discurso online em torno do esporte que amamos”, continua o comunicado.

“No entanto, a UEFA, através dos seus estatutos, é uma organização política e religiosamente neutra. Dado o contexto político deste pedido específico – uma mensagem destinada a uma decisão do parlamento nacional húngaro – a UEFA deve recusar este pedido”, explica a instituição.

Outra data

Ainda segundo a nota, a Uefa diz que pretende iluminar o estádio em uma outra data, ainda dentro do mês do orgulho LGBTI+. “A UEFA propôs à cidade de Munique iluminar o estádio com as cores do arco-íris no dia 28 de junho – o Dia da Libertação da Rua Christopher – ou entre 3 e 9 de julho, que é a semana do Dia da Rua Christopher em Munique.”

Pelas redes sociais, a Arena reforçou que, apesar de não ter aceitado o pedido de iluminação, “segue firme no compromisso de apoiar a comunidade LGBQUIA+”.

“No esporte e na vida, a diversidade torna uma equipe mais forte. Embora não possamos mudar as luzes da Allianz Arena esta semana, ouvimos vocês e permanecemos firmes em nosso compromisso de apoiar a comunidade LGBTQIA. Esta semana, este mês e o ano todo.”, disse a Allianz em publicação.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Allianz (@allianz)

Edição: Giovanna Fávero
Jordânia Andrade
Jordânia Andradejordania.andrade@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde outubro de 2020. Jornalista formada no UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) com passagens pelos veículos Sou BH, Alvorada FM e rádio Itatiaia. Atua em projetos com foco em política, diversidade e jornalismo comunitário.

Comentários