Estupro em república: Crime sexual durante festa de Carnaval é investigado em Ouro Preto

Polícia Civil investiga denúncia de estupro na República Quitandinha (Divulgação/República Quitandinha)

A Polícia Civil de Minas Gerais investiga uma denúncia de estupro contra uma mulher, durante uma festa de Carnaval, dentro de uma república da cidade histórica de Ouro Preto, a cerca de 100 km da capital mineira. O caso ocorreu entre quinta-feira (28) e sexta-feira (1º).

A mulher, de 30 anos, participava de uma festa de Carnaval na república Quitandinha, quando adormeceu subitamente. Segundo relato da própria, ela ingeriu bebida durante a confraternização – cerveja e meio copo de vodca.

Assim que acordou, a vítima estava em um quarto, completamente nua, na companhia de dois homens. Um deles teria afirmado que ela teve relações sexuais com um terceiro homem, o que, na verdade, segundo a mulher, teria se tratado de um estupro, já que ela não lembra-se nem como chegou ao quarto.

A Polícia Civil já está com as investigações em andamento e chamará os envolvidos para prestar esclarecimentos. A assessoria da corporação, no entanto, não esclareceu se os depoimentos serão colhidos durante o Carnaval. O delegado Isaias Confort está à frente do caso.

A reportagem procurou por telefone, durante toda a tarde deste sábado, a República Quitandinha. Assim que o BHAZ obtiver o posicionamento, atualizará esta matéria (esta reportagem foi atualizada às 16h deste domingo (3), logo após a redação receber o posicionamento da república).

Sede da Ufop (Universidade Federal de Ouro Preto), a cidade é conhecida pelas repúblicas, que possuem histórico de crimes contra mulher (relembre aqui, aqui e aqui). O Carnaval do município também é tradicional.

República Quitandinha repudia violência e exige apuração dos fatos

“Os moradores da República Quitandinha foram surpreendidos pela notícia divulgada neste site, sobre um suposto episódio de violência sexual ocorrido em suas dependências durante o Carnaval.

Inicialmente repudiamos todo e qualquer tipo de violência, não aceitando de maneira alguma que isso ocorra em nosso ambiente republicano.

Desta forma, exigimos a apuração dos fatos e responsabilização dos envolvidos, colocando-nos inteiramente à disposição das autoridades policiais para elucidação.

Em tempo, informamos que nenhum dos moradores da República estão envolvidos no episódio, fato este negligenciado pela reportagem”.

OLHO NA DICA PARA ECONOMIZAR

Na sede do BHAZ, economizamos todos os meses na conta de energia por meio de uma operação regulamentada pela ANEEL e ainda desconhecida por muitos consumidores. E o melhor: não tivemos nenhum custo extra para ter acesso a esse desconto. Por isso, damos esta dica para quem mora em qualquer cidade de Minas Gerais.

Sua conta de luz pode ficar até 15% mais barata com a Metha Energia. Faça agora seu cadastro, é 100% DIGITAL e GRATUITO. Clique no botão abaixo e simule direto seu desconto mensal. Caso queira saber mais sobre a tecnologia, leia este conteúdo que explica em detalhes a operação.