Pesquisar
Close this search box.

Cine Humberto Mauro, em BH, terá sessão de terror à meia-noite

Por

(Divulgação/Cine Humberto Mauro)

Em evento especial de Dia das Mães, a “Sessão da Meia-Noite” se une ao projeto “Estudos de Cinema” para trazer ao público do Cine Humberto Mauro, em Belo Horizonte, o clássico “O Bebê de Rosemary” (1968), dirigido por Roman Polanski. A exibição acontece à meia-noite de 18 de maio (de sexta-feira para sábado), e tem classificação indicativa de 16 anos.

A retirada gratuita dos ingressos para a sessão vai acontecer exclusivamente pelo site da plataforma Eventim, a partir do meio-dia de sexta-feira (17).

“O longa-metragem é celebrado como uma obra seminal que moldou e reformulou diversas convenções do cinema de terror, inspirando franquias como ‘O Exorcista’ e ‘A Profecia’. Por ser também um filme que convida os espectadores a uma profunda reflexão sobre a essência da maternidade, o filme será projetado dentro das comemorações do mês das mães”, diz a organização do evento. 

A “Sessão da Meia-Noite”, organizada pelo Cine Humberto Mauro, busca apresentar ao público filmes provocadores e instigantes que marcaram movimentos de contracultura ou iluminaram cantos marginais do cinema. A proposta é que cada exibição proporcione uma experiência cinematográfica única para ver ou rever os títulos escolhidos em um horário diferenciado.

Já o projeto “Estudos de Cinema” tem como objetivo proporcionar aos espectadores a oportunidade de explorar e aprender sobre cinema de maneira contínua e integrada, buscando gerar um aprofundamento da compreensão e apreciação da arte dos cineastas.

Ao longo de maio, o projeto apresenta o tema “Ventres Maternos”, que busca reconhecer e valorizar a diversidade de narrativas e vivências que permeiam as experiências da maternidade.

‘Mãe dos filmes de terror’

Baseado no livro homônimo do escritor nova-iorquino Ira Levin, “O Bebê de Rosemary” é um thriller psicológico que acompanha Rosemary Woodhouse (Mia Farrow) e seu marido, o ator desempregado Guy (John Cassavetes), em uma mudança para um novo apartamento em Nova York.

Conforme eventos estranhos ocorrem e Rosemary engravida, ela começa a suspeitar das intenções de seus vizinhos, Roman (Sidney Blackmer) e Minnie Castevet (Ruth Gordon). Presa em um sinistro redemoinho de paranoia e preocupação, Rosemary luta para descobrir a verdade sobre seu bebê e as motivações obscuras ao seu redor, e assim acaba mergulhada em uma espiral de horror.

“A sessão de ‘O Bebê de Rosemary’ é uma oportunidade única de atravessar o início da noite envolvidos pela aura de um filme que nos desafia e nos desassossega. O retrato de Rosemary Woodhouse, forjado pela marcante performance de Mia Farrow, incita uma reflexão profunda sobre o afeto materno e a essência da maternidade em suas dimensões mais sombrias, propondo uma abordagem dialética entre o instinto protetor e a angústia da suspeita. É uma obra-prima do horror”, enfatiza Vitor Miranda, Gerente de Cinema da Fundação Clóvis Salgado e programador do Cine Humberto Mauro.

Isabella Guasti

Jornalista graduada pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2022 e também de reportagem premiada pelo Sebrae Minas em 2023.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ