Festival Mundial de Circo chega a BH em formato presencial nesta quinta; veja programação

festival mundial de circo
Evento acontecerá até o dia 11 de agosto na capital mineira (Carlos Gueller/Divulgação)

O Festival Mundial de Circo, um dos principais eventos internacionais de circo contemporâneo, chega a Belo Horizonte nesta quinta-feira (4). Pela primeira vez em formato presencial após a pandemia de Covid-19, a iniciativa conta com programação diversificada e se estende até 11 de agosto.

A 21ª edição do festival volta ao cenário cultural de BH por meio de recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. Além da “Mostra de Cenas Circenses”, uma oficina de palhaçaria e uma exposição itinerante de fotografias, o Grupo LaMínima tem presença marcada nas ruas e praças da capital mineira.

Mostra de Cenas Circenses

Nesta edição, a mostra reúne artistas brasileiros, colombianos e canadenses, com números autorais de até cinco minutos com diversidade de estética, estilo e técnicas, como malabarismo, trapézio e ilusionismo.

“A plateia não irá assistir aos números individuais, mas a um espetáculo, com uma hora de duração, e todos os recursos necessários: cenário, luz, trilha, mestre de cerimônias. Dedicamos dois dias para ensaios, com todos os artistas e o diretor convidado. Esse processo de montagem possibilita a troca de experiências e estimula o intercâmbio na arte circense”, explica Fernanda Vidigal, idealizadora e coordenadora do festival.

Confira a programação abaixo:

  • 6 e 7 de agosto (sábado às 21h e domingo às 19h): Endereço: (Galpão Cine Horto – rua Pitangui, nº 3613, bairro Horto);
  • Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada) adquiridos no site www.sympla.com.br ou na bilheteria do teatro uma hora antes do início do espetáculo.

Vale destacar que a disponibilidade dos ingressos está sujeita à lotação do espaço. A classificação é livre para todos os públicos.

Grupo LaMínima

Originário de São Paulo, o grupo é conhecido pela “palhaçaria clássica” aliada a números de dança e acrobacias. Comemorando 25 anos de história, o LaMínima fará apresentações gratuitas em espaços públicos de BH. “O LaMínima faz parte da história do festival, com participações desde a primeira edição. Retornar com as apresentações dos espetáculos do grupo é um privilégio desta edição”, afirma Fernanda Vidigal.

Veja o cronograma:

  • 04 de agosto, às 12h: espetáculo Rádio Variété (quarteirão fechado da Rua Rio de Janeiro, Centro);
  • 05 de agosto, às 19h30: espetáculo Luna Parke (Praça Duque de Caxias, bairro Santa Tereza);
  • 07 de agosto, às 11h: espetáculo Circo Charanga (Praça Carlos Chagas, Santo Agostinho);
  • 11 de agosto, às 9h: espetáculo Reprise (Parque Municipal: av. Afonso Pena nº 1377).

O acesso às apresentações nas ruas e praças é livre. Quem quiser assistir ao espetáculo no Parque Municipal precisa retirar o ingresso pelo site www.sympla.com.br. A classificação é livre. Durante as apresentações, também haverá exposição de fotografias.

Lançamento do livro “Domingos Montagner – O espetáculo não para”

Neste sábado (6), às 19h30, o festival recebe o lançamento do livro sobre a carreira de Domingos Montagner, ator que morreu afogado durante um intervalo da novela “Velho Chico” (Rede Globo), em 2016. Escrita por Oswaldo Carvalho, a obra traz mais de 150 fotos, muitas delas inéditas, do acervo pessoal do artista, cedidas pela esposa Luciana Lima e pelo irmão Francisco Montagner. O lançamento será no Galpão Cine Horto.

Para mais detalhes sobre a programação, basta acessar o site do Festival Mundial de Circo.

Confira algumas imagens da 21ª edição do festival:

(Fernando Rezende/Divulgação)
(Jefferson Coppola/Divulgação)
(Festival Mundial de Circo/Divulgação)
(Romário Dias/Divulgação)
Edição: Roberth Costa
Nicole Vasquesnicole.vasques@bhaz.com.br

Graduanda em Jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2022.

Comentários