‘Cultura vibra, viva, vira’: Virada Cultural de BH retorna em formato online nesta edição de 2021

vista-sapucaí
Virada Cultural contará com instalações urbanas no hipercentro de Belo Horizonte (Moises Teodoro/BHAZ)

Para quem estava com saudades da Virada Cultural de Belo Horizonte, a volta do evento está marcada para este fim de semana e, pela primeira vez, em formato online. Serão 24 horas de programação gratuita nos dias 16 e 17 de outubro. Teatro, dança, música, moda e intervenções são algumas das linguagens artísticas que serão representadas nesta edição.

Além da programação online, algumas intervenções urbanas poderão ser contempladas pelo hipercentro de Belo Horizonte, em formatos que não promovem aglomerações. As atividades serão realizadas seguindo os protocolos de prevenção ao contágio pela Covid-19 vigentes na capital.

Com o tema “Cultura vibra, viva, vira”, a Virada Cultural de 2021 representará o momento de retomada gradual que setor vive atualmente. O evento é uma realização da PBH (Prefeitura de Belo Horizonte), por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultural, em parceria com o Instituto Periférico.

Atrações musicais

O festival terá estilos musicais variados, e também oficinas que convidarão o público a refletir sobre como tal arte é construída. Toda a programação será distribuída em dez espaços simultâneos de transmissão ao vivo no canal do YouTube da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte.

Entre as atrações musicais confirmadas, estão os rappers FBC e Mac Júlia, o duo Clara x Sofia, as bandas Dolores 602 e Black Machine, as cantoras Sílvia Negrão e Lorena Amaral e o músico Dudu do Cavaco. Ademais, os blocos Magia Negra e Chama o Síndico se apresentarão, além de outros artistas.

Clara Câmpara, do duo Clara x Sofia, falou sobre a primeira vez das duas na Virada. “É uma honra muito grande participar da Virada Cultural de Belo Horizonte! Acompanhar o evento tantos anos como espectadoras, vendo a cultura de BH pulsar, crescer e inspirar tanta gente e, agora, participar como artistas, é um marco para nossa carreira”.

Apresentações e intervenções presenciais

A Virada Cultural fará também uma ressignificação dos espaços do Centro de Belo Horizonte que, tradicionalmente, não recebem programação cultural. Os terraços dos edifícios Itamaraty, Brasil Palace Hotel e a Estação Central do metrô.

No viaduto Santa Tereza, famoso por receber apresentações artísticas, a cantora Ângela Ro Ro fará uma apresentação com um piano de cauda, através do festival parceiro da virada, o Divina Maravilhosa. O Mirante das Mangabeiras também não ficará de fora: grandes nomes do samba performarão na vista da capital.

Dentre as intervenções urbanas, algumas poderão ser acompanhadas presencialmente, seguindo os protocolos de prevenção à Covid-19. Um dos exemplos é a proposta da artista Luiza Kot, que projeta construções que mesclam a natureza e o urbano na avenida dos Andradas e rua Aarão Reis, a partir do prédio da Estação Central.

Setor cultural se reergue em B

Um grande time de profissionais vem atuando na produção da Virada Cultural, fazendo as gravações das atrações do evento. Fabíola Moulin, secretária municipal de Cultura e presidente interina da Fundação Municipal de Cultura destacou a importância do evento para o setor:

“Deste modo, a Virada Cultural de Belo Horizonte fortalece um dos setores mais afetados pela pandemia e uma das cadeias mais importantes para geração de emprego e renda do país”. Ela aponta que mesmo majoritariamente no formato virtual, a realização do evento faz parte de um compromisso da PBH.

Sobre a Virada Cultural

A Virada Cultural  tem como premissa a democratização do acesso à arte e à cultura, bem como o estímulo à formação de público para os artistas da cidade. Já foram realizadas, até o momento, cinco edições, que somam a participação de mais de 15 mil artistas e profissionais da cultura e 2.445 atrações, alcançando um público de mais de 2,2 milhões de pessoas. A edição mais recente, em 2019, com 26 horas de programação, atraiu um público de 520 mil pessoas, que passou por 25 espaços, com 440 atrações no total.

Anota aí

Virada Cultural de Belo Horizonte 2021

Data: 16 e 17 de outubro de 2021

Para mais informações sobre as atrações e a programação completa, acesse o Instagram do evento aqui ou o site oficial aqui.

Edição: Vitor Fernandes
Andreza Miranda
Andreza Mirandaandreza.miranda@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários