Homem é preso após matar cachorra com machadadas na cabeça no Norte de Minas

cachorro morta machado
Animal estava morto nos fundos da casa (Polícia Militar/Divulgação)

Um homem de 29 anos foi preso após matar uma cachorra com golpes de machado, em Ibiaí, no Norte de Minas, nesse domingo (18). O animal pertencia ao suspeito que acabou sendo detido em flagrante enquanto dormia. A motivação do ataque foi o fato de um peixe ter sido comido pela pet.

A Polícia Militar compareceu à casa após ser acionada por uma pessoa que não se identificou. Os militares encontraram o portão do imóvel aberto e conversaram com um familiar do suspeito. A cachorra foi encontrada morta no quintal. O animal apresentava vários ferimentos na cabeça.

Um machado estava ao lado da cachorra. A arma teria sido utilizada no crime e foi apreendida.

Homem confessa

O suspeito de praticar o crime dormia no momento em que os PMs chegaram no imóvel. O homem confessou a crueldade feita contra a cachorra. Conforme registrado na ocorrência, ele disse que o animal havia comido um peixe que estava em cima da geladeira.

O homem foi preso em flagrante e levado para a Delegacia de Plantão de Montes Claros, local onde a ocorrência foi encerrada.

Lei Sansão

Em setembro de 2020, uma alteração na Lei 9.605/1998 fez com que a prática de abuso, maus tratos, ferimentos e mutilações a animais domésticos, especificamente cães e gatos, passasse a ter pena de reclusão de 2 a 5 anos, com aumento de pena nos casos de morte do animal. A norma ficou conhecida por Lei Sansão, em homenagem ao cão pitbull que, cruelmente, teve as patas traseiras decepadas, em julho do mesmo ano, na cidade de Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte.

“A partir de hoje, quem cometer [crime] contra cão e gato vai ter o que merece: prisão. Este ato de hoje é em defesa dos animais, mas também é em defesa do ser humano, é em defesa da vida, porque aqueles que cometem crime contra os animais, estatisticamente, têm enorme propensão a cometer contra o ser humano”, afirmou o deputado federal Fred Costa (Patriota-MG), autor do projeto de lei, à época.

Com Agência Brasil

Edição: Roberth Costa
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários