Hospital de BH faz campanha de arrecadação para comprar cadeiras de rodas e de banho

Cadeira de rodas
Meta do hospital é criar uma corrente de solidariedade e arrecadar R$ 20 mil reais (FOTO ILUSTRATIVA: Banco de imagens/Envato Elements)

O Hospital São Francisco de Assis, em Belo Horizonte, pede ajuda dos moradores da capital mineira em mais uma campanha de arrecadação, desta vez com o objetivo de comprar 57 cadeiras de rodas e de banho para a instituição. A meta do hospital é criar uma corrente de solidariedade e arrecadar R$ 20 mil.

De acordo com a Fundação Hospitalar São Francisco de Assis, o hospital realiza procedimentos de alta complexidade, como cirurgias cardíacas, bariátricas, ortopédicas, oncológicas, entre outras. Por isso, ele recebe e acolhe pacientes debilitados, muitos deles idosos, obesos, com mobilidade reduzida permanente ou momentânea.

Diante desse cenário, a fundação defende que o uso de cadeiras de rodas e de banho para tornar seguro o atendimento aos pacientes é imprescindível.

Por que ajudar?

Segundo o superintendente geral da fundação, Helder Yankous, quando a instituição recebe um paciente para alguma cirurgia, há uma série de procedimentos que não podem ser realizados no leito, como exames, procedimentos médicos, de higiene, fisioterapia e movimentações de rotina.

“Nessas situações, a equipe de assistência realiza o transporte do paciente em cadeiras de rodas. São cadeiras de uso coletivo e, devivo à constante utilização, têm uma menor durabilidade”, detalha o superintendente.

A campanha Movimento Solidário foi lançada no dia 1º de setembro e vai durar até 1º de outubro. Para doar algum valor, é só clicar aqui.

A Fundação Hospitalar São Francisco de Assis, instituída em 2010, pelo Conselho Metropolitano de Belo Horizonte da Sociedade São Vicente de Paulo, atualmente responde pela gestão do Complexo Hospitalar São Francisco nos bairros Concórdia e Santa Lúcia, em BH.

Edição: Vitor Fernandes
Sofia Leão
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco na editoria de Esportes no BHAZ.

Comentários