Kalil promete reconstrução de BH: ‘Deus deu o frio conforme o cobertor’

Marcela Gonzaga/BHAZ

Com Guilherme Gurgel e Vitor Fernandes

O prefeito Alexandre Kalil (PSD) prometeu na manhã desta quarta-feira (29) que vai reconstruir a cidade e que vai dobrar o número de funcionários nas ruas. “Se Deus deu essa chuva para esse secretariado, ele deu o frio conforme o cobertor”, afirmou emocionado em coletiva de imprensa.

O chefe do Executivo disse ainda que o Carnaval está mantido. “O povo é obrigado a só sofrer? Carnaval não tem dinheiro público, vamos trazer cinco milhões de pessoas para essa cidade com segurança”, acrescentou.

Kalil informou que será necessário cerca de R$300 a R$400 milhões para reerguer a cidade e que espera ajuda dos governos Federal e Estadual. “Tenham paciência, choveu 183 mm em três horas. É o maior desastre dessa cidade. Poderia ter ocorrido em Nova York, Paris e em Boston”, destacou.

SLU realiza limpeza no entorno do Mercado Central (Moisés Teodoro/BHAZ)

Plano diretor

Kalil aproveitou a oportunidade para ressaltar o novo plano diretor da cidade. A legislação, segundo ele, pensa em questões ambientais, diferentemente da “ganância” dos empresários. “A resposta (para a necessidade do plano diretor) chegou na casa deles, no bairro chique e luxuoso”, se exaltou.

Avenida Tereza Cristina devastada pela chuva (Amanda Dias/BHAZ)

Milagre

O chefe do Executivo de Belo Horizonte considerou um milagre o fato de ninguém ter morrido na cidade durante o temporal histórico.

“Se nós sairmos dessa tragédia sem nenhuma morte em Belo Horizonte,podemos agradecer a Deus”, disse. Ele agradeceu aos funcionários que estão nas ruas há muitas horas seguidas sem dormir. “Respeitem esses funcionários”.

Aline Diniz
Aline Dinizaline.diniz@bhaz.com.br

Editora do BHAZ desde janeiro de 2020. Jornalista diplomada pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) há 10 anos e com experiência focada principalmente na editoria de Cidades, incluindo atuação nas coberturas das tragédias da Vale em Brumadinho e Mariana. Já teve passagens por assessorias de imprensa, rádio e portais.