Minas tem quase 700 casos de Covid-19 em 24h e secretário fala em ‘lockdown’

Minas recorde covid-19 coronavírus
Em 24h, minas chega a quase 700 casos confirmados da Covid-19 (Amanda Dias/BHAZ)

Minas bateu recorde no número diário do número de casos do novo coronavírus. Em apenas 24h, o Estado registrou mais 675 infectados, alcançando a marca de 8,6 mil confirmações da Covid-19, nesta quinta-feira (28). O número de mortes também saltou, chegando a 255, total de 15 mortes a mais em comparação com o boletim dessa quarta-feira (27).

Ainda segundo dados do boletim, 419 dos 853 dos municípios já têm casos registrados do novo coronavírus, o que representa 49% do Estado. Mesmo com o avanço da doença, o governo mantém o plano de flexibilização e reabertura da economia com o programa Minas Consciente.

Confira as mudanças em relação ao boletim dessa quarta-feira (27):

  • 255 óbitos (aumento de 6,2% em relação ao último boletim)
  • 4.428 casos em acompanhamento (aumento de 13,3%)
  • 8.686 casos confirmados (aumento de 8,4%)
  • 4.003 casos recuperados (aumento de 3,5%)

No entanto, a SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde) não descarta a possibilidade de um ‘lockdown’, caso a população não respeite as medidas de isolamento. Segundo o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, em coletiva na Cidade Administrativa, somente as orientações de contenção da propagação do vírus já reduziram a estimativa do pico em 11 mil casos.

 “Vejam os números, eram 14 mil pessoas acometidas – previsão no início da pandemia par ao pico da doença – e já caímos para três mil pessoas só com isolamento. Salvamos muitas vidas”, acrescentou.

O secretário cogitou o lockdown. “Se não tiver isolamento social adequado, se tivermos um aumento no número de casos, a primeira coisa é retornar as ondas [do programa Minas Consciente], voltando ao isolamento inicial. Se houver uma piora tem que aumentar ainda mais o isolamento, com algo próximo do lockdown”, afirmou.

Reabertura

Nesta semana o programa Minas Consciente, que orienta a reabertura da economia em Minas Gerais, completou um mês. De acordo com o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, o projeto já contempla 87 cidades e pode aumentar a adesão nas próximas semanas.

O programa divide os setores em ondas que classificam o risco de contágio. Até o momento, o plano já ativou as ondas verde, branca e amarela, esta última é uma novidade.

“Ontem, foi deliberado pelo comitê do Covid-19, que as macro-regiões Centro e Leste do Sul, sejam incluídos na onda amarela. São 154 municípios desde que seus respectivos prefeitos adiram ao programa”, disse. Em relação às outras cidades, o subsecretário explica que “323 municípios estão na onda branca e os demais 376 na onda verde”.

Outra novidade é que os hotéis serão incluídos na onda verde, ou seja, poderão ser reabertos em 376 municípios com o protocolo disponibilizado pelo programa Minas Consciente. “Os indicadores mostram que o coronavírus nesta região permitiu um gradual e responsável avanço. Mas é importante frisar que o crescimento tem de acompanhar os padrões de saúde. A guerra está só começando. O Minas Consicente não é flexibilização, mas sim a convivência harmônica com isolamento”, alertou o subsecretário.

Rafael D'Oliveira
Rafael D'Oliveirarafael.doliveira@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde janeiro de 2017. Formado em Jornalismo e com mais de cinco anos de experiência em coberturas políticas, econômicas e da editoria de Cidades. Pós-graduando em Poder Legislativo e Políticas Públicas na Escola Legislativa.