Mulher pula de carro para fugir de agressões e tortura do marido em BH

delegacia mulheres
Ocorrência foi encerrada na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Reprodução/Google Street View)

Uma mulher de 33 anos pulou de um carro em movimento em plena avenida Amazonas, no bairro Gameleira, na região Oeste de Belo Horizonte, na noite dessa quarta-feira (9). Tudo isso foi feito para se livrar das agressões cometidas pelo marido, de 34. A vítima contou que era torturada e ameaçada de morte. O homem foi preso.

A mulher contou para a Polícia Militar que o companheiro a forçou mudar de casa. Para isso, foi com ela até Betim, na região metropolitana, visitar um imóvel. Durante a volta, o homem a agrediu com tapas no rosto pelo fato dela não aceitar a mudança, conforme registrado na ocorrência.

Segundo o relato da vítima, as agressões não pararam e ela tomou a decisão de se jogar do carro em movimento. A mulher deixou o veículo e saiu pela avenida Amazonas e quase foi atropelada por outros veículos que trafegavam pela via. Ela conseguiu pedir ajudar dos PMs após avistar uma viatura.

Tortura

A vítima contou que as agressões eram frequentes e que vinha sendo torturada. Ela falou que, em uma oportunidade, o homem pegou uma espingarda e ameaçou matá-la, caso o denunciasse para a polícia. Ele também prometeu matar todos os integrantes da família dela.

O companheiro era muito agressivo e tinha três mandados de prisão em aberto. Os motivos não foram informados pela PM.

Prisão

A polícia foi até a casa do casal e prendeu o suspeito. O homem ficou em silêncio durante todo o tempo, segundo os militares. No imóvel foram localizadas armas, cartuchos e uma substância branca que se assemelha com cocaína. No carro estava uma uma espingarda, além de toucas ninja e balança de precisão.

Uma carteira de identidade e uma CNH (Carteira Nacional de Habilitação) foram encontradas com dados falsos. A ocorrência foi encerrada na Delegacia de Plantão de Mulheres.

Onde conseguir ajuda?

Caso você seja vítima ou conheça alguém que precise de ajuda, pode fazer denúncias pelos números 180, 181, 197 ou 190. Além deles, veja alguns outros mecanismos de denúncia:

  • Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher: av. Barbacena, 288, Barro Preto | Telefones: 181 ou 197 ou 190
  • Casa de Referência Tina Martins: r. Paraíba, 641, Santa Efigênia | 3658-9221
  • Nudem (Núcleo de Defesa da Mulher): r. Araguari, 210, 5º Andar, Barro Preto | 2010-3171
  • Casa Benvinda – Centro de Apoio à Mulher: r. Hermilo Alves, 34, Santa Tereza | 3277-4380
  • Aplicativo MG Mulher: Disponível para download gratuito nos sistemas iOS e Android, o app indica à vítima endereços e telefones dos equipamentos mais próximos de sua localização, que podem auxiliá-la em caso de emergência. O app permite também a criação de uma rede colaborativa de contatos confiáveis que ela pode acionar de forma rápida caso sinta que está em perigo.

Seja qual for o dispositivo mais acessível, as autoridades reforçam o recado: peça ajuda.

Edição: Vitor Fernandes
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

OLHO NA DICA PARA ECONOMIZAR

Na sede do BHAZ, economizamos todos os meses na conta de energia por meio de uma operação regulamentada pela ANEEL e ainda desconhecida por muitos consumidores. E o melhor: não tivemos nenhum custo extra para ter acesso a esse desconto. Por isso, damos esta dica para quem mora em qualquer cidade de Minas Gerais.

Sua conta de luz pode ficar até 15% mais barata com a Metha Energia. Faça agora seu cadastro, é 100% DIGITAL e GRATUITO. Clique no botão abaixo e simule direto seu desconto mensal. Caso queira saber mais sobre a tecnologia, leia este conteúdo que explica em detalhes a operação.

Comentários