Museu da Língua Portuguesa usa ‘todes’ em post na internet e provoca polêmica

museu da língua portuguesa
Perfil da instituição usou pronome neutro para celebrar ‘nova fase’ e dividiu opiniões (Rovena Rosa/Agência Brasil)

O Museu da Língua Portuguesa causou polêmica ao adotar a escrita de pronome neutro (sem gênero) em seus perfis nas redes sociais. Em 12 de julho, a instituição fez um post em que aparece escrito o termo “todes”, apesar de ele ser inexistente nas normas oficiais do idioma.

“Nesta nova fase do MLP, a vírgula –uma pausa ligeira, respiro– representa o recomeço de um espaço aberto à reflexão, inclusão e um chamamento para todas, todos e todes os falantes, ou não, do nosso idioma: venham, voltamos”, diz a publicação.

O uso do pronome neutro gerou críticas e elogios ao museu, que, em nota, afirmou se propor “a ser um espaço para a discussão do idioma, suas variações e mudanças incorporadas ao longo do tempo”.

“Estamos sempre na perspectiva de valorizar os falares do cotidiano e observar como eles se relacionam com aspectos socioculturais, sem a pretensão de atuar como instância normatizadora”, diz a nota.

“O museu está aberto a debater todas as questões relacionadas à língua portuguesa, incluindo a linguagem neutra, cuja discussão toca aspectos importantes sobre cidadania, inclusão e diversidade.”

Patrimônio histórico da capital paulista, o complexo da estação da Luz –que engloba a estação homônima de transporte e o museu– foi parcialmente consumido por um incêndio em 2015. E em 31 de julho, o museu reabrirá as portas de novo.

Folhapress
Folhapress

A Folhapress é a agência de notícias do Grupo Folha, uma das mais tradicionais do país. Comercializa e distribui diariamente fotos, textos, colunas, ilustrações e infográficos.

Comentários